Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da duração do estímulo e do tipo de recuperação nas respostas metabólicas e cardiorrespiratórias durante um exercício intermitente realizado no domínio severo em indivíduos ativos

Processo: 09/07700-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2009 - 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Camila Coelho Greco
Beneficiário:Camila Coelho Greco
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do exercício  Exercício físico 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:exercício aeróbio | treinamento intermitente | Fisiologia do exercício

Resumo

Os domínios de exercício (moderado, pesado e severo) são caracterizados por faixas de intensidades nas quais o comportamento da concentração de lactato sanguíneo ([La]) e do consumo de oxigênio (VO2) ao longo do exercício é similar. No domínio severo, a [La] e o VO2 não apresentam estabilização e o indivíduo pode atingir o consumo máximo de oxigênio (VO2max) ao final do exercício mesmo em intensidades abaixo do VO2max, em função do componente lento do VO2 (CL), que emerge por volta de 80-110 s após o início do exercício. No exercício intermitente, o estímulo prévio anterior e o tipo de recuperação podem acelerar a cinética do VO2 e antecipar o surgimento do CL. Assim, a manipulação destas variáveis e da duração do estímulo pode contribuir para que o VO2max seja ou não atingido durante o exercício. Com base nestas informações, o objetivo central deste estudo será analisar e comparar as respostas metabólicas, cardiorrespiratórias e a performance em um exercício intermitente no domínio severo, em diferentes condições de duração do estímulo e tipo de recuperação, em indivíduos ativos. Indivíduos do gênero masculino, saudáveis, com idades entre 20 e 25 anos serão divididos em dois grupos (recuperação passiva - GP e recuperação ativa - GA) e realizarão os seguintes procedimentos: 1) teste progressivo até a exaustão em um cicloergômetro com freqüência de pedalada de 70 rpm, intensidade inicial de 1,5 W.kg-1 e incrementos de 0,5 W.kg-1 da massa corporal a cada 3 minutos para a determinação do VO2max; 2) teste de carga constante a 90%VO2max até a exaustão, a fim de se determinar o momento do surgimento, a duração e a amplitude do CL, e; 3) dois testes intermitentes em ordem aleatória, sendo um composto por estímulos cuja duração corresponderá ao momento do início do CL (T1), e o outro com estímulos com duração estabelecida no momento correspondente à metade da duração do CL (T2), para determinar os parâmetros do CL conforme mencionado no procedimento 2. Serão analisadas as respostas do lactato sanguíneo e dos parâmetros da cinética do VO2 ao longo dos testes de carga constante, para verificar em quais condições o VO2max é atingido, por quanto tempo o mesmo pode ser mantido e as possíveis modificações nas contribuições anaeróbia e aeróbia durante o exercício. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARBOSA, LUIS F.; DENADAI, BENEDITO S.; GRECO, CAMILA C.. Endurance Performance during Severe-Intensity Intermittent Cycling: Effect of Exercise Duration and Recovery Type. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 7, . (09/07700-2, 16/22907-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.