Busca avançada
Ano de início
Entree

Reatividade vascular de artérias aorta e mesentérica de ratos tratados com dieta hipercalórica e fat burners: efeito do treinamento físico

Processo: 07/07863-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Angelina Zanesco
Beneficiário:Angelina Zanesco
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/01073-6 - Reatividade vascular de artérias aorta e mesentérica de ratos tratados com dieta hipercalórica e fat burners: efeito do treinamento físico, BP.TT
Assunto(s):Ratos  Dieta hipercalórica  Reatividade cardiovascular  Treinamento físico 

Resumo

Diversos estudos têm demonstrado que a suplementação oral com fat burners como o ácido linoléico conjugado (CLA), a L-Carnitina (CAR) e a L-Arginina (L-Arg), associada ou não à atividade física regular, promove inúmeros benefícios no controle do perfil lipídico e da massa corporal gorda em humanos obesos e modelos animais de obesidade. No entanto, as alterações vasculares ocorridas em decorrência do uso prolongado destes fat burners são desconhecidas. Devido a estes efeitos benéficos dos fat burners, nossa hipótese é a de que a suplementação oral crônica com CLA, L-Arg ou CAR melhora a reatividade vascular em animais alimentados com dieta hipercalórica, e que a suplementação potencializa os efeitos benéficos do exercício sobre a reatividade vascular. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar, em animais alimentados com dieta hipercalórica, as alterações na reatividade das artérias aorta e mesentérica superior após a administração crônica dos fat burners CLA, CAR e L-Arg, associado ou não ao exercício físico regular. Para isso, ratos alimentados com uma dieta hipercalórica serão submetidos a suplementação oral crônica com CLA, L-Arg ou CAR associada ou não a um programa de treinamento físico. Ao final do tratamento, a aorta e a artéria mesentérica serão removidas para a avaliação das respostas relaxantes (dependendes e independentes do endotélio) e contráteis. Também serão avaliados os parâmetros de perfil lipídico, níveis plasmáticos de insulina e glicose, níveis séricos de leptina e adiponectina, níveis teciduais de nucleotídeos cíclicos, dosagem dos ânions nitrato/nitrito plasmáticos. Alterações da expressão das isoformas da óxido nítrico sintase endotelial (eNOS) e neuronal (nNOS) serão avaliadas por Western-blotting. (AU)