Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemas deposicionais do quaternário (Pleistoceno tardio/holoceno) da Bacia do Pantanal Mato-Grossense, centro-oeste do Brasil

Processo: 07/55987-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2008 - 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Mario Luis Assine
Beneficiário:Mario Luis Assine
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas deposicionais  Pleistoceno  Pantanal 

Resumo

O Pantanal é uma bacia sedimentar quaternária localizada na bacia hidrográfica do alto rio Paraguai, na Região Centro-Oeste do Brasil. O trato de sistemas deposicionais é complexo, mas notabilizado pela presença de vários leques fluviais, entre os quais se destaca o megaleque do rio Taquari. Na paisagem atual do Pantanal há muitas feições geomórficas e sedimentológicas distintas produzidas sob diferentes condições climáticas desde o final do Pleistoceno. A geometria original de vários leques aluviais de rios entrelaçados está preservada por impressionante rede de paleocanais. Lagoas bordejadas por dunas de areia em meia-lua, originalmente depressões de deflação, são formas eólicas reliquiares na paisagem do Pantanal. A paisagem tem continuamente mudado desde o fim do Pleistoceno, numa adaptação a um ambiente mais úmido e quente, dominante no Holoceno. Apesar das mudanças climáticas, os leques aluviais permaneceram sistemas deposicionais ativos e sedimentação atual ocorre na planície meandrante do rio Paraguai, nos leques fluviais dos rios Cuiabá, São Lourenço e Aquidauana, e em alguns compartimentos do megaleque do Taquari. Depósitos holocênicos encontram-se topograficamente mais baixos que os depósitos pleistocênicos, sob a forma de vales incisos ou entrincheirados, ou sob a forma de sistemas lacustres de variadas dimensões e origens. Este projeto tem por escopo caracterizar os diferentes sistemas deposicionais quanto à forma, processos atuantes e tipos de depósitos sedimentares. Com a realização de amostragens de subsuperfície em pontos selecionados tentar-se-á compreender a natureza das mudanças ambientais e delinear o tempo em que elas ocorreram, buscando associar os eventos identificados às mudanças climáticas regionais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Rios com vontade própria 

Publicações científicas (11)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACEDO, HUDSON DE AZEVEDO; STEVAUX, JOSE CANDIDO; ASSINE, MARIO LUIS; SILVA, AGUINALDO; PUPIM, FABIANO DO NASCIMENTO; MERINO, EDER RENATO; LO, EDWARD. CALCULATING BEDLOAD TRANSPORT IN RIVERS: CONCEPTS, CALCULUS ROUTINES AND APPLICATION. REVISTA BRASILEIRA DE GEOMORFOLOGIA, v. 18, n. 4, p. 813-824, OCT-DEC 2017. Citações Web of Science: 3.
DIAS, FABIO L.; ASSUMPCAO, MARCELO; FACINCANI, EDNA M.; FRANCA, GEORGE S.; ASSINE, MARIO L.; PARANHOS FILHO, ANTONIO C.; GAMARRA, ROBERTO M. The 2009 earthquake, magnitude m(b) 4.8, in the Pantanal Wetlands, west-central Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 88, n. 3, p. 1253-1264, SEP 2016. Citações Web of Science: 6.
FÁBIO L. DIAS; MARCELO ASSUMPÇÃO; EDNA M. FACINCANI; GEORGE S. FRANÇA; MARIO L. ASSINE; ANTÔNIO C. PARANHOS FILHO; ROBERTO M. GAMARRA. The 2009 earthquake, magnitude mb 4.8, in the Pantanal Wetlands, west-central Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 88, n. 3, p. -, Set. 2016.
ASSINE, MARIO LUIS; CORRADINI, FABRICIO ANIBAL; PUPIM, FABIANO DO NASCIMENTO; MCGLUE, MICHAEL MATTHEW. Channel arrangements and depositional styles in the Sao Lourenco fluvial megafan, Brazilian Pantanal wetland. SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 301, p. 172-184, MAR 15 2014. Citações Web of Science: 22.
KUERTEN, SIDNEY; PAROLIN, MAURO; ASSINE, MARIO L.; MCGLUE, MICHAEL M. Sponge spicules indicate Holocene environmental changes on the Nabileque River floodplain, southern Pantanal, Brazil. JOURNAL OF PALEOLIMNOLOGY, v. 49, n. 2, p. 171-183, FEB 2013. Citações Web of Science: 17.
MCGLUE, MICHAEL M.; SILVA, AGUINALDO; ZANI, HIRAN; CORRADINI, FABRICIO A.; PAROLIN, MAURO; ABEL, ERIN J.; COHEN, ANDREW S.; ASSINE, MARIO L.; ELLIS, GEOFFREY S.; TREES, MARK A.; KUERTEN, SIDNEY; GRADELLA, FREDERICO DOS SANTOS; RASBOLD, GILIANE GESSICA. Lacustrine records of Holocene flood pulse dynamics in the Upper Paraguay River watershed (Pantanal wetlands, Brazil). Quaternary Research, v. 78, n. 2, p. 285-294, SEP 2012. Citações Web of Science: 36.
ZANI, HIRAN; ASSINE, MARIO LUIS; MCGLUE, MICHAEL MATTHEW. Remote sensing analysis of depositional landforms in alluvial settings: Method development and application to the Taquari megafan, Pantanal (Brazil). Geomorphology, v. 161, p. 82-92, AUG 1 2012. Citações Web of Science: 35.
MCGLUE, MICHAEL M.; SILVA, AGUINALDO; CORRADINI, FABRICIO A.; ZANI, HIRAN; TREES, MARK A.; ELLIS, GEOFFREY S.; PAROLIN, MAURO; SWARZENSKI, PETER W.; COHEN, ANDREW S.; ASSINE, MARIO L. Limnogeology in Brazil's ``forgotten wilderness{''}: a synthesis from the large floodplain lakes of the Pantanal. JOURNAL OF PALEOLIMNOLOGY, v. 46, n. 2, p. 273-289, AUG 2011. Citações Web of Science: 21.
HIRAN ZANI; MARIO LUIS ASSINE. Paleocanais no megaleque do rio Taquari: mapeamento e significado geomorfológico. BRAZILIAN JOURNAL OF GEOLOGY, v. 41, n. 1, p. -, Jan. 2011.
SIDNEY KUERTEN; MARIO LUIS ASSINE. O rio Paraguai no megaleque do Nabileque, sudoeste do Pantanal Mato-Grossense, MS. BRAZILIAN JOURNAL OF GEOLOGY, v. 41, n. 4, p. -, Out. 2011.
ASSINE, MARIO LUIS; SILVA, AGUINALDO. Contrasting fluvial styles of the Paraguay River in the northwestern border of the Pantanal wetland, Brazil. Geomorphology, v. 113, n. 3-4, p. 189-199, DEC 15 2009. Citações Web of Science: 39.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.