Busca avançada
Ano de início
Entree

Propriedades eletrônicas e estruturais de nanotubos de carbono dopados e nanofios metálicos confinados em matrizes de cerâmicas mesoporosas

Processo: 08/00103-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2008 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Peter Hammer
Beneficiário:Peter Hammer
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Propriedades dos materiais  Materiais compósitos de matriz cerâmica  Materiais cerâmicos  Materiais nanoestruturados  Nanofios  Nanotubos de carbono 

Resumo

O projeto aqui proposto resume-se no desenvolvimento da pesquisa de nanostruturas unidimensionais em conjunto com a criação de um núcleo para aplicação da espectroscopia de fotoelétrons induzida por raios-X e raios ultravioleta (XPS e UPS) para caracterização de materiais no Departamento de Físico-Química do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista. Os objetivos são a preparação catalítica de nanotubos de carbono utilizando o sistema de CCVD (deposição catalítica em fase gasosa) e nanofios de metais por deposição eletroquímica, otimização dos processos de síntese e das propriedades dos sistemas nanoestruturados com o suporte de diferentes técnicas de caracterização das propriedades estruturais, composicionais, mecânicas, térmicas e elétricas. Os estudos visam sintetizar sistemas de nanotubos de carbono altamente alinhados tanto em suportes adequados planos como nanotubos e nanofios de metais confinados em matrizes de materiais mesoporosos. Estes sistemas serão utilizados para aprimorar o entendimento dos efeitos quânticos em sistemas de baixa dimensionalidade, investigar nanocompósitos carbono-cerâmicos e metal-cerâmicos para catálise e armazenamento de energia eletroquímica e desenvolvimento de dispositivos térmicos e eletrônicos. Nesta pesquisa, a técnica de XPS no Laboratório de Físico-Química de Materias do IQ/UNESP junto com a técnica UPS, pleiteada neste projeto, terão papel central na caracterização das propriedades estruturais e eletrônicas dos nanocompósitos e serão também utilizadas em colaborações científicas para a caracterização de outros tipos de materiais cristalinos e amorfos, como metais, semicondutores, cerâmicas, vidros, polímeros e compostos orgânicos. (AU)