Busca avançada
Ano de início
Entree

As cianobactérias e as cianotoxinas na transposição de água do sistema Billings-Guarapiranga (São Paulo, SP)

Processo: 08/00784-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2009 - 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Ambiental
Pesquisador responsável:Viviane Moschini Carlos
Beneficiário:Viviane Moschini Carlos
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental de Sorocaba. Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Abastecimento de água  Qualidade da água  Reservatórios  Represas  Cianobactérias  Toxinas bacterianas 

Resumo

Os reservatórios urbanos destinados ao abastecimento público vêm sofrendo acelerado processo de eutrofização, devido à expansão das áreas urbanas, industriais e agrícolas sem um planejamento adequado. As principais fontes do processo de eutrofização são as descargas pontuais e difusas de esgotos domésticos e industriais dos centros urbanos e das regiões agrícolas. O processo de eutrofização em níveis excessivos acarreta desequilíbrio ecológico, com efeitos negativos na biota do ecossistema e degradação da qualidade da água. As florações de algas em reservatórios com acelerado processo de eutrofização, produzem aumento da turbidez, alteração no sabor e odor da água e possibilidade de produção de toxinas, por algumas linhagens de cianobactérias. As toxinas quando presentes na água podem causar um sério risco aos sistemas de abastecimento de água e a população. Dessa forma, esses reservatórios precisam ser cuidadosamente monitorados, a fim de evitar os riscos potenciais adversos à saúde humana. O Complexo Billings e o Sistema Guarapiranga são reservatórios urbanos eutrofizados que tem importância estratégica para a cidade de São Paulo e as cidades do ABCD paulista, pois suas águas entre outras finalidades são utilizadas para o abastecimento público. O Sistema Rio Grande produz 4,7 mil litros de água por segundo e abastece 1,6 milhões de pessoas em Diadema, São Bernardo e parte de Santo André. O Sistema Guarapiranga produz 14 mil litros de água por segundo e abastece 3,8 milhões de pessoas da zona sul e sudoeste da capital. Em agosto de 2000, a SABESP iniciou a operação do sistema de adução de água bruta do braço do Taquacetuba para o reservatório Guarapiranga, com uma Licença de Operação para 2,0 m3/s e, atualmente opera com um volume variando entre 3,0 a 4,0 m3/s. Essa transposição é efetuada para regularização de nível da represa do Guarapiranga. Em pesquisa que venho desenvolvendo em parceria com o Laboratório de Limnologia do Depto. de Ecologia (IB, USP), ficou evidenciado que no braço do Taquacetuba próximo a captação de água revertida para o reservatório de Guarapiranga, abundante presença das cianobactérias: (Microcystis spp, Cylindrospermopsis raciboskii e Plankthotrix agardhii). A SABESP realiza tratamento na água bruta para abastecimento público aplicando o oxidante peróxido de hidrogênio e o algicida sulfato de cobre. O tratamento mencionado acima é realizado somente na água do reservatório de Guarapiranga, sendo que o braço do Taquacetuba a água não recebe nenhum tratamento. A utilização de quantidades cada vez maiores do algicida sulfato de cobre, para o manejo de cianobactérias, pode comprometer o abastecimento público e a saúde da população. Essa pesquisa tem como objetivo analisar a influência da transposição de água do braço do Taquacetuba (Complexo Billings) na represa de Guarapiranga, com ênfase na comunidade fitoplanctônica, particularmente as cianobactérias. Visa avaliar a comunidade fitoplanctônica do braço Taquacetuba (Complexo Billings), como inóculo de cianobactérias e, consequentemente, de cianotoxinas, agrava o quadro de deterioração da qualidade da água da represa de Guarapiranga. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NISHIMURA, PAULA YURI; MEIRINHOL, PATRICIA DO AMARAL; MOSCHINI-CARLOS, VIVIANE; MARTINS POMPEO, MARCELO LUIZ. Does the plankton community follow the horizontal water quality heterogeneity in a tropical urban reservoir (Guarapiranga reservoir, Sao Paulo, Brazil)?. LIMNETICA, v. 33, n. 2, p. 263-280, DEC 2014. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.