Busca avançada
Ano de início
Entree

Infecções herpéticas em pacientes oncológicos pediátricos com episódios de febre

Resumo

Portadores de doenças oncológicas podem apresentar períodos longos de neutropenia grave. A utilização de quimioterápicos e/ou a doença de base podem promover maior depleção da atividade do sistema imunológico. A maioria dos episódios de neutropenia febril é tratada empiricamente como febre de origem desconhecida, sem identificação do sítio ou agente etiológico. Através dos métodos diagnósticos convencionais, um número pequeno de agentes etiológicos é identificado, as hemoculturas normalmente são negativas e demoradas, a identificação do foco infeccioso pela clínica normalmente é difícil. Considerando a urgência de atendimento ao paciente oncológico febril e a necessidade da rapidez no diagnóstico das infecções nesses pacientes, a busca de novos testes laboratoriais com a finalidade de aumentar a acurácia na identificação de possíveis patógenos nesses pacientes é importante. A Biologia Molecular através da técnica da Reação em Cadeia da Polimerase (Nested - PCR) para os herpesvírus com DNA como material genético, possuem alta sensibilidade e especificidade, além da rápida realização e baixo volume de amostra do paciente foco. O presente estudo visa à identificação das infecções herpéticas em pacientes oncológicos com episódios febris através das técnicas de Nested - PCR e antigenemia, contribuindo assim para a rápida identificação dos patógenos e diminuição dos custos impostos às instituições em medicamentos, como antibióticos e internação. Serão pesquisados os vírus Epstein-Barr (HHV-4); Citomegalovírus (HCMV); Herpesvírus-6 (HHV-6) e Herpesvírus-7 (HHV-7) da família Herpesviridae em amostras de sangue de pacientes oncológicos com febre e paciente controle febril sem imunossupressão (controles). Esperamos resultados superiores aos encontrados nos testes laboratoriais convencionais como a hemocultura, que identifica somente agentes como bactérias e fungos, com positividade de 10% dos casos de episódios febris, segundo estudos atuais. (AU)