Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da expressão gênica em larga escala e análise funcional utilizando a tecnologia da interferência por RNA (RNAi) em um modelo de epilepsia audiogênica em ratos

Processo: 09/53444-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2010 - 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Convênio/Acordo: FAPEMIG
Pesquisador responsável:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Beneficiário:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Doenças do sistema nervoso central  Epilepsia  Estimulação auditiva  Lobo temporal  Expressão gênica  Interferência de RNA  Inativação gênica 

Resumo

Uma linhagem de ratos Wistar selecionados geneticamente, Wistar Audiogenic Rat (WAR), com susceptibilidade epiléptica audiogênica, tem sido mantida e estudada no laboratório no Núcleo de Neurociências do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG (NNC-ICB/UFMG). Nestes animais, um estímulo sonoro de alta intensidade (120 dB SPL) induz crise convulsiva do tipo tônico clônica generalizada seguida por espasmos. A repetição dos estímulos sonoros de acordo com protocolos apropriados modifica a expressão motora e eletroencefalográfica das crises para um padrão de crises límbicas, também denominadas crises de lobo temporal. Considerando que a caracterização fenomenológica das crises, assim como dos aspectos neurofisiológicos, neuropatológicos e comportamentais do modelo WAR tem sido já adequada na literatura, fica evidente a falta de uma melhor caracterização genético-molecular desse modelo. Uma vez que as estratégias de clonagem posicional tradicionais são impossíveis de serem utilizadas para estudar o modelo, nós propomos no presente projeto uma estratégia funcional alternativa. Portanto, O objetivo geral da proposta é estudar os mecanismos moleculares envolvidos na predisposição ás Crises no modelo WAR utilizando a análise de expressão gênica em larga escala e estudos funcionais com a técnica de interferência por RNA (RNAi). Inicialmente utilizaremos a técnica de microarray para fazer uma analise de expressão em larga escala da linhagem W AR, tanto nos animais susceptíveis quanto nos não susceptíveis (ou controles) e verificar quais genes estão diferencialmente expressos. Estes podem estar potencialmente relacionados a susceptibilidade às crises audiogênicas. Depois de validados por uma segunda técnica de quantificação de transcritos, três alvos (genes) serão escolhidos (tendo em vista os resultados dos estudos iniciais de expressão por microarray) para serem silenciados por interferência por RNAi in vivo. Após a comprovação molecular do silenciamento as análises fenotípicas comprovarão se os alvos escolhidos estão realmente envolvidoso funcionalmente com a suscetibilidade as crises audiogênicas no modelo WAR. Acreditamos se a metodologia proposta uma estratégia original (análise de expressão seguida de RNAi na identificação de genes de suscetibilidade à um fenótipo em roedores) que pretende testar diretamente o papel de genes potencialmente envolvidos na epileptogênese em modelos animais in vivo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DAMASCENO, SAMARA; DE MENEZES, NADIALIA BUSTAMANTE; ROCHA, CRISTIANE DE SOUZA; BERENGUER DE MATOS, ALEXANDRE HILARIO; VIEIRA, ANDRE SCHWAMBACH; DUTRA MORAES, MARCIO FLAVIO; MARTINS, ALMIR SOUZA; LOPES-CENDES, ISCIA; BRUNIALTI GODARD, ANA LUCIA. Transcriptome of the Wistar audiogenic rat (WAR) strain following audiogenic seizures. Epilepsy Research, v. 147, p. 22-31, NOV 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.