Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do exercício físico crônico de intensidade moderada nas vias de sinalização de insulina, inflamação e estresse oxidativo em indivíduos portadores de obesidade mórbida

Processo: 09/52325-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2010 - 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Sarah Monte Alegre
Beneficiário:Sarah Monte Alegre
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Exercício físico  Transdução de sinais  Insulina  Estresse oxidativo  Obesidade mórbida 

Resumo

O rápido crescimento da obesidade e suas conseqüências para a saúde, incluindo o aumento do estresse oxidativo, resistência à insulina e outros distúrbios associadas à síndrome metabólica, levaram ao desenvolvimento de várias pesquisas em relação a sua epidemiologia, dados etiológicos e tratamentos. O exercício é considerado um eficiente método não medicamentoso de atenuar os prejuízos causados por essa doença, pois além de promover a perda de peso ainda contribui significantemente com diversos benefícios relacionados às respostas do metabolismo. A atividade física de intensidade leve a moderada é caracterizada por aumentar os níveis de enzimas antioxidantes, dentre elas, a glutationa redutase, a catalase, a superóxido dismutase e a glutationa peroxidase. Dessa forma, reduz os danos causados pela alta concentração de agentes oxidantes em obesos. Além disso, o treinamento aeróbio também melhora a sensibilidade à insulina por meio de sua atuação direta nas vias de sinalização, simultaneamente à elevação do consumo de glicose pelo músculo esquelético independente de insulina, possivelmente pela via da AMPK. Em adição, através do exercício um outro mecanismo relacionado a oxidação de lipídios pode levar à diminuição da resistência à insulina. Desse modo, a determinação dos mecanismos fisiológicos e intramoleculares desencadeados pela atividade física crônica de intensidade leve a moderada é de grande relevância para compreender como o exercício pode proteger contra possíveis efeitos deletérios causados pelo excesso de peso e sua influência no estado de saúde dos obesos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ALMEIDA, AMANDA ROBERTA; MONTE-ALEGRE, SARAH; ZANINI, MICHELE BIANCA; SOUZA, AGLECIO LUIZ; ETCHEBEHERE, MAURICIO; ROCHA GONTIJO, JOSE ANTONIO. Association between prehypertension, metabolic and inflammatory markers, decreased adiponectin and enhanced insulinemia in obese subjects. NUTRITION & METABOLISM, v. 11, JUN 2 2014. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.