Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos acústicos na avaliação de árvores e de propriedades da madeira a partir da árvore

Processo: 09/10319-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2009 - 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Pesquisador responsável:Raquel Gonçalves
Beneficiário:Raquel Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Ultrassom  Propriedades mecânicas 

Resumo

A Faculdade de Engenharia Agrícola possui grupo de pesquisa em Ensaios Não-Destrutivos composto, atualmente, de 13 Pesquisadores diretamente envolvidos, sendo 2 docentes, 1 pesquisador em nível de pós-doutorado, 3 alunos de doutorado, 5 alunos de mestrado e 2 alunos de iniciação científica. As pesquisas são desenvolvidas no Laboratório de Ensaio Não-Destrutivo (LabEND) e no Laboratório de Materiais e Estruturas (LME). Os temas atualmente abordados se referem à avaliação de materiais (madeira e concreto) e estruturas (de madeira e de concreto armado) utilizando técnicas não-destrutivas. Mais recentemente o grupo de pesquisa vem atuando na avaliação de propriedades de resistência e de rigidez da madeira a partir de ensaios realizados na árvore, ainda na floresta, e também na avaliação das condições de sanidade de árvores florestais e urbanas. Dentro deste contexto estão sendo desenvolvidos dois projetos de pesquisa em nível de mestrado - "Estimativa de propriedades da madeira a partir de avaliação acústica na árvore"; "Métodos de propagação de ondas na detecção de árvores com ocos internos". O objetivo desta solicitação é a obtenção de apoio financeiro complementar para o desenvolvimento das pesquisas citadas. Os projetos nos quais os discentes estão envolvidos visam a utilização do ultrassom em árvores como forma de avaliação de propriedades mecânicas da madeira ou avaliação de propriedades relacionadas à própria árvore tais como a existência de ocos internos ou outros tipos de degradação que venham a interferir na produtividade da floresta ou na capacidade de sustentação no caso das árvores urbanas. O equipamento de ultrassom que vem sendo utilizado nas pesquisas foi desenvolvido pelo próprio grupo de pesquisa do LabEND e a metodologia está pautada em princípios teóricos básicos da propagação de ondas de ultrassom. A freqüência adotada para os transdutores é 45 kHz e o tipo de transdutor (plano ou exponencial) depende da aplicação. Na árvore normalmente está sendo adotado o exponencial enquanto nas peças retiradas das árvores o transdutor plano, desde que as dimensões permitam a utilização segundo os princípios teóricos É importante destacar que, em todo o mundo, muitos outros métodos não destrutivos vêm sendo estudados para avaliar a condição interna de árvores florestais e urbanas e também para inferir as propriedades da madeira a partir da árvore, como por exemplo, a tomografia. O estudo dessas ferramentas de análise, em nosso país, é muito positivo, pois o setor florestal nacional é carente de novas tecnologias que permitam avanços na otimização do uso da madeira, bem como em maior lucratividade na exploração florestal. Assim, é importante que grupos de pesquisas brasileiros atuem no estudo de métodos que se constituam em alternativas para o setor florestal. Espera-se, com estas pesquisas, obter resultados que permita aprofundar os conhecimentos a respeito das potencialidades e fragilidades do ultrassom como ferramenta de predição das propriedades da madeira a partir das árvores ou de toras recém abatidas e como ferramenta de detecção de ocos internos em árvores florestais e urbanas. Adicionalmente, espera-se contribuir para apresentar, metodologia que, ao lado de outras em estudo, venham a se constituir em alternativas ao setor florestal e madeireiro brasileiro. Salienta-se que haviam sido submetidos duas solicitações de financiamento, uma para cada projeto citado. No entanto, por solicitação da FAPESP houve a junção dos dois projetos em uma só solicitação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.