Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade antioxidante e identificação de carotenóides produzidos por bactérias extremófilas

Processo: 09/17781-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2010 - 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Adriana Zerlotti Mercadante
Beneficiário:Adriana Zerlotti Mercadante
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia  Carotenoides  Antioxidantes  Bactérias  Halococcus  Thermus 

Resumo

O interesse pelos carotenóides tem aumentado consideravelmente nos últimos anos pela evidência dos seus já conhecidos benefícios à saúde humana, devido às suas propriedades antioxidantes, anticarcinogênicas e imunomodulatórias. As principais fontes industriais de carotenóides são por síntese química e por extração a partir de plantas e microalgas, porém são poucos os carotenóides cuja produção seja economicamente viável. Considerando que os microrganismos extremófilos são importantes fontes de compostos bioativos e que algumas bactérias extremófilas produzem carotenóides com características estruturais muito diferentes das usuais, os objetivos do projeto são: identificar os carotenóides produzidos pelas bactérias Halococcus morrhuae (ATCC 17082) e Thermus filiformis (ATCC 43280), através de cromatografia líquida de alta eficiência conectada aos detectores de arranjo de diodos e de massas (HPLC-DAD-MS/MS) e estudar, através de planejamento fatorial, a influência da composição do meio de cultura e de diferentes condições de cultivo no crescimento de biomassa celular, produção de carotenóides e atividade desativadora de oxigênio singlete. Além disso, será verificada a atividade anti-radical peroxila (ROOÏ) dos carotenóides produzidos pelas bactérias em sistema homogêneo, e avaliada a atividade antioxidante em lipossomas dos carotenóides produzidos pela Thermus filiformis, uma vez que algumas bactérias termófilas produzem carotenóides com estrutura específica para fortalecimento da membrana celular. (AU)