Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da lama vermelha para aplicação em barreiras reativas permeáveis no tratamento de vazamento de BTEX

Processo: 10/50899-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Meuris Gurgel Carlos da Silva
Beneficiário:Meuris Gurgel Carlos da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia ambiental  Tratamento de águas residuárias  Efluentes industriais  Adsorção (tratamento de água)  Lamas 

Resumo

Os hidrocarbonetos que compõe a gasolina (Benzeno, Tolueno, Etilbenzeno e Xilenos - BTEX) são poluentes cada vez mais frequentes das águas subterrâneas o que vem gerando sérios problemas ambientais aos seres vivos, em particular ao homem devido ao grau de periculosidade. A crescente necessidade de se atingir valores compatíveis com a legislação, vários métodos de tratamento têm sido utilizados, como o tratamento in situ de contaminantes que usa barreira reativa permeável (BRP) no caminho da pluma de contaminação, sendo que um dos processos mais utilizados é a adsorção. Neste projeto se propõe avaliar a lama vermelha, resíduo da indústria de beneficiamento do alumínio, como material adsorvente alternativo para remoção de BTEX. O desenvolvimento da pesquisa envolverá a caracterização dos materiais adsorventes, antes e após submissão ao processo, O adsorvente na forma natural será caracterizado por FRX, DRX, TG/DSC, picnometria, porosimetria, BET e MEV. O material será submetido a modificação térmica e química. Estudo dos grupos funcionais presentes na superfície da lama será efetuado usando as técnicas de FTIR e pHzpc. Os ensaios de adsorção envolverão o estudo da cinética e do equilíbrio do processo, seguindo o planejamento fatorial 23. Os dados experimentais permitirão obter as isotermas de adsorção de acordo com modelos propostos na literatura, avaliando a influência de parâmetros operacionais. Além disso, serão feitos ajustes de modelos matemáticos que simulem o mecanismo de reação e a dinâmica em sistemas reais de BRP. Com os resultados pretende-se avaliar o potencial de utilização da lama vermelha como adsorvente alternativo em uma BRP na remoção de BTEX. (AU)