Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de sensor inteligente e biodegradável contendo indicadores de H2S para aplicação na indústria petroquímica e de contaminação microbiana por Clostridium SP

Resumo

Um novo conceito de sensor inteligente está sendo proposto neste projeto, visando detectar e indicar a presença de gás sulfídrico (H2S). A aplicação deste sensor é abrangente, podendo ser aplicado para controle de vazamentos na indústria petroquímica, até como controle de qualidade de produtos alimentícios, uma vez que o H2S é um dos metabólitos liberado por microrganismos contaminantes em condições de anaerobiose. Uma patente está em processo de depósito abordando este sensor biodegradável e inteligente, que será desenvolvido a partir da quitosana com a incorporação de diferentes indicadores de presença de H2S. O problema ambiental provocado pelo acúmulo de lixo de difícil degradação vem aumentando em âmbito mundial. As vantagens do uso de quitosana são: a total biodegradabilidade, capacidade de formar filmes resistentes e com barreira a oxigênio. A incorporação dos indicadores de H2S produzirá um sinal colorimétrico como uma reposta rápida para a presença deste composto. O objetivo deste projeto consiste em obter sensores inteligentes a partir de filmes de quitosana com indicadores de presença de H2S. O trabalho será dividido em duas etapas, a primeira consiste na seleção do indicador de H2S e a quantificação da eficiência dos indicadores, formando um banco de dados dos resultados colorimétricos em função de diferentes concentrações de gás sulfídrico. Em seguida o melhor indicador ou ambos (distintamente) serão incorporados na matriz de quitosana, que será aplicada como revestimento em folhas de papel cartão, produzindo os sensores inteligentes. Estes serão caracterizados quanto às propriedades mecânicas e barreira, estrutura da matriz. ENUNCIADO DO PROBLEMA Situações de risco à saúde humana podem ser prevenidas com a detecção do gás H2S, tais como a inalação por vazamentos em linhas de produção que o utilizam ou o produzem, ou no caso de intoxicação alimentar provocada pela ação de microrganismos como Clostridium sulfito redutores (por exemplo, botulismo) que produzem como metabólito o H2S. Ambas, podem vir a causar o óbito do ser humano. (AU)