Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da ação antimicrobiana da terapia fotodinâmica sobre lesões de cárie produzidas in vitro na dentina de dentes decíduos

Processo: 08/10252-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2009 - 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Marines Nobre dos Santos Uchôa
Beneficiário:Marines Nobre dos Santos Uchôa
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Cariologia  Dente decíduo  Dentina  Terapia fotodinâmica  Microbiologia 

Resumo

A odontologia restauradora moderna minimamente invasiva preconiza a máxima preservação de estrutura dentária. Durante o preparo cavitário de lesões de cárie, recomenda-se apenas a remoção da camada mais superficial da dentina altamente infectada. Isso promove a manutenção da camada mais interna da dentina afetada por cárie, porém passível de remineralização, prevenindo assim a progressão da doença e o envolvimento pulpar do elemento dentário. Dessa forma, seria interessante o desenvolvimento de uma terapia capaz de matar as bactérias presentes no tecido cariado dentinário, diminuindo a quantidade de tecido dental a ser removido no preparo cavitário. O processo conhecido como terapia fotodinâmica, que utiliza a ação combinada de um corante fotossensibilizador e luz laser de baixa potência, danifica componentes essenciais das células resultando na morte bacteriana através da liberação de radicais livres. Assim, a observação do efeito da terapia fotodinâmica sobre a dentina cariada será de grande relevância clínica uma vez que permitirá a redução da quantidade de tecido dental a ser removido durante o preparo cavitário no tratamento da cárie. O objetivo deste estudo será avaliar o efeito antimicrobiano da terapia fotodinâmica sobre microorganismos presentes em lesões de cárie na dentina de dentes decíduos humanos. Para tal, serão obtidos 60 espécimes de dentina coronária de molares decíduos hígidos, que serão divididos aleatoriamente em 4 grupos. Cada grupo será constituído de 5 espécimes, e o experimento será realizado em triplicata. Lesões de cárie serão produzidas in vitro nesses espécimes utilizando o modelo microbiológico descrito por ZANIN et al. (2006). Cada espécime será divido em duas metades iguais, havendo uma metade controle, e outra metade sobre a qual será aplicado os tratamentos, de acordo com os grupos: L-C+ (Exposição somente ao corante), L+C- (Exposição somente ao laser), L+C+ (Exposição ao laser e ao corante) e Clorex (Exposição à solução de digluconato de clorexidina a 2%). Será utilizado o laser diodo com comprimento de onda de 660 nm e potência de saída de 50 mW, e o fotossensibilizador azul de orto-toluidina (Sigma, CI-52040). Após a realização dos tratamentos, as amostras coletadas de dentina cariada serão inoculadas em triplicata em meios de cultura BHI Ágar e Ágar Rogosa, p/ crescimento de S. mutans e Lactobacillus acidophilus, respectivamente. Os resultados serão obtidos pela contagem do número de unidades formadoras de colônias (UFC) viáveis nas placas de petri, após plaqueamento e incubação do material. Será também realizada a análise por microscopia de luz polarizada antes e após a coleta de tecido cariado, para avaliar a penetração do corante no tecido dentinário, e a análise por microscopia confocal a laser (CLSM) será efetuada para verificar a viabilidade dos microorganismos presentes no tecido cariado. Os dados serão submetidos à análise estatística exploratória para se observar se os mesmos obedecem à distribuição normal e se existe homocedasticidade de variâncias, considerando cada uma das variáveis. Sendo homocedásticos, os dados serão submetidos ao teste t pareado. Caso contrário, cada uma das variáveis em estudo será submetida ao teste de Mann-Whitney, considerando dois grupos por vez. O nível de significância será estabelecido em 5%. (AU)