Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade antimicrobiana de soluções à base de alho (Allium sativum e Allium tuberosum) sobre a infecção estafilocócica. estudo in vivo, em ratos

Processo: 07/08076-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2008 - 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Francisco Carlos Groppo
Beneficiário:Francisco Carlos Groppo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Antibióticos  Alho  Amoxicilina 

Resumo

O gênero Allium é freqüentemente utilizado e estudado em medicina como antimicrobiano e antiviral, entre outras propriedades. Este estudo terá por objetivo comparar a atividade antimicrobiana de soluções de alho (A. sativum e A. tuberosum) sobre a infecção estafilocócica em ratos. Espojas de PVC serão implantadas no dorso de 95 animais. Após 14 dias, os granulomas formados serão infectados com Staphylococcus aureus ATCC 25923. Após 24h da infecção, os animais serão divididos aleatoriamente nos seguintes grupos: Grupo 1 - Controle soro fisiológico); Grupo 2 - Allium sativum 100mg/kg; Grupo 3 - Allium sativum 400mg/kg; Grupo 4 - Allium tuberosum 100mg/kg; Grupo 5 - Allium tuberosum 400mg/kg; e Grupo 6 - Amoxicilina 50 mg/kg. Os animais receberão os tratamentos a cada 6 horas. Cada grupo será dividido em três subgrupos de cinco animais cada, os quais serão sacrificados, respectivamente, após 6, 12 e 24 horas. No Grupo 1, também será utilizado um grupo que será sacrificado no tempo zero, isto é, logo após a primeira administração do soro fisiológico. Os granulomas retirados serão acondicionados em tubos de ensaio, sofrerão dispersão em ultrassom e a suspensão resultante será cultivada em meio de cultura (agar sal e manitol). Após 18 horas os microrganismos serão contados manualmente. Os resultados serão comparados através do teste de Kruskal-Wallis ou ANOVA, na dependência da distribuição, com nível de significância de 5%. A atividade antimicrobiana in vitro das soluções será analisada pelos testes de Concentração Inibitória e Bactericida Mínimas (CIM e CBM, respectivamente), contra a mesma cepa utilizada in vivo. Também será analisada a composição química dos extratos utilizando-se a cromatografia gasosa. Esperamos que as soluções de alho causem uma redução in vivo do número de microrganismos comparável à amoxicilina. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VENANCIO, PAULO CESAR; FIGUEROBA, SIDNEY RAIMUNDO; NANI, BRUNO DIAS; NUNES FERREIRA, LUIZ EDUARDO; MUNIZ, BRUNO VILELA; DEL FIOL, FERNANDO DE SA; SARTORATTO, ADILSON; RIBEIRO ROSA, EDVALDO ANTONIO; GROPPO, FRANCISCO CARLOS. Antimicrobial Activity of Two Garlic Species (Allium Sativum and A. Tuberosum) Against Staphylococci Infection. In Vivo Study in Rats. ADVANCED PHARMACEUTICAL BULLETIN, v. 7, n. 1, p. 115-121, MAR 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.