Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção e caracterização de linhagens atenuadas de Salmonella enterica Typhimurium: avaliação do potencial imunogênico e protetor

Processo: 07/59185-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2008 - 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marcelo Brocchi
Beneficiário:Marcelo Brocchi
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Vacinas atenuadas  Infecções por Salmonella  Salmonella enterica  Virulência  Resposta imune 

Resumo

Linhagens atenuadas de Salmonella enterica vêm sendo utilizadas como vacinas na indução de imunidade contra a salmonelose. A construção dessas linhagens é alcançada pela introdução de mutações em genes associados a patogenicidade, a vias biossintéticas ou em genes reguladores globais, cujo resultado é a atenuação da virulência sem, no entanto, comprometer a capacidade de colonização in vivo e, consequentemente, de indução do sistema imune de forma efetiva. Tais linhagens podem ser manipuladas geneticamente de forma a expressar antígenos heterólogos, desenvolvendo-se formulações vacinais multifatoriais. Diferentes antígenos derivados de outras bactérias, vírus, fungos, parasitas e mesmo de células de mamífero foram expressos em linhagens vacinais de S. enterica. Essas linhagens foram capazes de induzir resposta imune protetora não somente contra a salmonelose, mas também contra o organismo doador do antígeno heterólogo. Três características são fundamentais nessas linhagens. Primeiramente, devem ser estáveis sendo mínima a probabilidade de reversão da atenuação. Não devem causar infecções sérias nos indivíduos imunizados, mas devem ser capazes de colonizar e persistir nos tecidos e órgãos do hospedeiro o suficiente para induzir resposta imune efetiva e protetora. Por fim, e não menos importante, devem expressar o antígeno heterólogo de forma estável e em quantidade suficiente para a indução de resposta imune específica. Nosso grupo vem trabalhando há algum tempo na construção de linhagens vacinais recombinantes de S. enterica (Oliveira et. al, 2007; Covone et. al, 1999; Brocchi et. al, 1998). No entanto, nossos trabalhos sempre foram focados na utilização de linhagens construídas por grupos no exterior. Motivados pela inexistência de linhagens atenuadas de S. enterica desenvolvidas em nosso País, nosso grupo, com o apoio da FAPESP, desenvolveu linhagens de S. enterica Typhimurium atenuadas, através da construção de mutantes nulos para o Fator de Integração do Hospedeiro (IHF, do inglês) (Mendes et. al, manuscrito em preparação). Tais linhagens foram atenuadas quanto à virulência e dados preliminares indicaram capacidade de conferir proteção contra a salmonelose no modelo murino de infecção. Devido a isso, um pedido de patente está sendo avaliado pela Agência de Inovação da Unicamp (INOVA). Em continuidade a este trabalho, estamos propondo neste projeto o desenvolvimento de novos mutantes de S. enterica, utilizando outros genes como alvo para atenuação, aumentando assim a gama de potenciais linhagens vacinais. Estas novas linhagens mutantes serão avaliadas quanto à atenuação da virulência e quanto à capacidade de induzir resposta imune e proteção no modelo murino de salmonelose. Paralelamente, considerando o estado mais avançado de desenvolvimento de mutantes de S. enterica para ihf, estes serão utilizados para expressar e carrear antígenos heterólogos e avaliados quanto à capacidade de induzir resposta imune protetora. Como antígenos, serão utilizados a proteína imunogênica VapA de Rodococcus equi e o domínio M2 de MAEBL de Plasmodium yoelli. (AU)

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

VACINAS COMPREENDENDO LINHAGENS ATENUADAS, PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE LINHAGENS ATENUADAS, VETORES VACINAIS E SEU USO NO TRATAMENTO DA SALMONELOSE PI0902944-3 - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) . Marcelo Brocchi; Guilherme Martines Teixeira Mendes; Wanderley Dias da Silveira; Fabio Trindade Maranhão Costa - 27 de fevereiro de 2009