Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura 3-D helicoidal, propriedades anisotrópicas ópticas e transformada de Fourier-infravermelho de fibras de colágeno em Chordae tendinae

Resumo

O estudo estatístico da variabilidade de elementos microscópicos de estruturas biológicas pode informar como as macro-estruturas respondem com flexibilidade e adaptação às exigências funcionais. Na literatura é afirmado que as fibras que compõem as cordas tendinosas têm uma configuração apropriada para responder às suas exigências funcionais. Em geral, as pesquisas procuram estabelecer as relações entre a composição, quantificação e distribuição dos principais componentes das chordae tendinae (CT) com a sua fisiologia. Há divergência de afirmações a respeito da estrutura das CT, desde que elas teriam uma microestrutura com uma variação negligenciável até a descrição da existência de uma configuração planar de fibras de colágeno onduladas que se refletiria numa aparência macroscópica, também ondulada. Relatos da presença de glicanos ácidos e da sua importância nas propriedades visco-elásticas das CT têm sido feitos e sua influência nas birrefringências de cordas normais e mixomatosas relatada. Chordm Tendinee (CT) é proposto, inicialmente, como uma superestrutura resultante de uma organização supra-molecular, apropriada a uma função permanente e obrigatoriamente estruturada para responder (adaptar-se) às exigências biomecânicas. A hipótese de trabalho a ser submetida a teste neste estudo é de que, como ocorre com tendões, a CT tem uma configuração helicoidal, teria característica de cristal líquido do tipo TGB ("Twisted Grain Boundary") e que sua estruturação é de natureza estatística. A hipótese também se fundamenta em importantes conhecimentos da óptica atual. O estudo das anisotropias ópticas, birrefringêcias e dicroísmo linear (DL) será escolha fundamental neste estudo pelas seguintes razões: em aspecto bidimensional as imagens birrefringentes informam não só a sua morfologia mas também a sua topografia relativa dentro da estrutura observada, o fenômeno anisotrópico depende da concentração da matéria anisotrópica, da sua absorbância, na intensidade do brilho reside a informação tridimensional quantitativa e a identificação topográfica. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VIDAL, BENEDICTO DE CAMPOS; SILVEIRA MELLO, MARIA LUIZA. Variable collagen-DNA complex formation in vitro as assessed by optical anisotropy and infrared microspectroscopy. International Journal of Biological Macromolecules, v. 131, p. 510-519, JUN 15 2019. Citações Web of Science: 1.
MELLO, MARIA LUIZA S.; VIDAL, BENEDICTO DE CAMPOS; ROZEN, JR., JEROME G. Polarization Microscopy and Infrared Microspectroscopy of Integument Coverings of Diapausing Larvae in Two Distantly Related Nonsocial Bees. Microscopy and Microanalysis, v. 24, n. 1, p. 75-81, FEB 2018. Citações Web of Science: 0.
VERONEZI, GIOVANA M. B.; FELISBINO, MARINA BARRETO; GATTI, MARIA SILVIA V.; MELLO, MARIA LUIZA S.; VIDAL, BENEDICTO DE CAMPOS. DNA Methylation Changes in Valproic Acid-Treated HeLa Cells as Assessed by Image Analysis, Immunofluorescence and Vibrational Microspectroscopy. PLoS One, v. 12, n. 1 JAN 23 2017. Citações Web of Science: 8.
MELLO, MARIA LUIZA S.; DOS ANJOS, ELI HEBER M.; VIDAL, BENEDICTO DE CAMPOS; ROZEN, JR., JEROME G. Topochemistry, optical anisotropy and FT-IR microspectroscopy of the cocoon of Lithurgus chrysurus (Hymenoptera, Megachilidae). Micron, v. 90, p. 87-96, NOV 2016. Citações Web of Science: 2.
MELLO, MARIA LUIZA S.; VIDAL, B. C. Changes in the Infrared Microspectroscopic Characteristics of DNA Caused by Cationic Elements, Different Base Richness and Single-Stranded Form. PLoS One, v. 7, n. 8 AUG 24 2012. Citações Web of Science: 46.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.