Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação e manipulação da tensão de oxigênio de microambientes celular e tecidual durante processos infecciosos

Processo: 09/10771-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2009 - 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia
Pesquisador responsável:Selma Giorgio
Beneficiário:Selma Giorgio
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/10579-0 - Obtenção e manutenção de linhagens primárias e tumorais de macrófagos e células relacionadas e cultivo dos microorganismos Leishmania amazonensis e Pseudomonas aeruginosa, BP.TT
Assunto(s):Leishmania mexicana  Leishmaniose  Anóxia  Macrófagos 

Resumo

Os microambientes tissulares, em que ocorrem períodos prolongados de reduzido fluxo sanguineo, vasoconstrição e proliferação celular, têm queda acentuada da pressão parcial de oxigênio (hipóxia). A hipóxia em tecidos cronicamente lesados e neoplasias está envolvida no processo de cronificação de inflamações e retarda a cura e os efeitos de terapias. O envolvimento da hipóxia nos processos infecciosos é menos estudado. Este projeto de pesquisa é a continuidade dos nossos estudos, abrange outros patógenos além da Leishmania, e tem duas linhas de investigação já consolidadas no laboratório: a primeira procura responder questões sobre a relação causa/efeito da hipóxia em fenômenos patofisiológicos e a segunda linha de pesquisa aborda o efeito do tratamento hiperbárico. Os modelos experimentais murinos serão de doenças infecciosas causadas por L. amazonensis, Schistosoma mansoni, Plasmodium berghei e Pseudomonas aeruginosa. Especificamente pretendemos: avaliar o fator transcricional HIF, hipóxia e diversos marcadores relacionados em lesões leishmanióticas, na malaria cerebral e na esquistossomose; padronizar o uso de L. amazonensis-GFP; avaliar o processo autofágico em macrófagos infectados com L. amazonensis, otimizar protocolos de tratamento com oxigenação hiperbárica e analisar seu mecanismo de ação na leishmaniose, malaria cerebral e no modelo de infecção com P. aeruginosa com indução de queimadura. Estabelecendo os mecanismos celulares/tissulares de resposta a hipóxia será possível identificar alvos terapêuticos e otimizar combinações de tratamentos novos e já estabelecidos. A exploração da estratégia de reoxigenação e o esclarecimento da sua base cientifica serão úteis para estabelecer protocolos de tratamento para patologias associadas a hipóxia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PELEGRINI, MARINA DAL'BO; PEREIRA, JULIANA BIAR; COSTA, SOLANGE DOS SANTOS; SALAZAR TERREROS, MYRIAM JANETH; DEGROSSOLI, ADRIANA; GIORGIO, SELMA. Evaluation of hypoxia inducible factor targeting pharmacological drugs as antileishmanial agents. ASIAN PACIFIC JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE, v. 9, n. 7, p. 633-638, JUL 2016. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.