Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos marcadores para o estudo citogenético de Engystomops (Anura, Leiuperidae)

Processo: 09/02405-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2009 - 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Luciana Bolsoni Lourenço
Beneficiário:Luciana Bolsoni Lourenço
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):10/12521-7 - Análise de Seqüências de DNA repetitivas de Engystomops amazônicos, BP.TT
09/11369-0 - Estudo de sequências ribossomais 5S de populações de Engystomops da Amazônia, BP.TT
Assunto(s):Anura  Cromossomos  Sequências repetitivas de ácido nucleico  Citogenética 

Resumo

O gênero Engystomops apresenta ampla distribuição geográfica e constitui um interessante grupo de anuros para estudos cariotípicos. As populações de Engystomops encontradas na Amazônia têm sua identificação taxonômica ainda não controversa. Análises genéticas e citogenéticas apóiam hipóteses que sugerem a existência de um complexo de espécies crípticas e especiação incipiente. Muitas vezes a variação citogenética observada entre diferentes populações estudadas dificultou o reconhecimento de homeologias cromossômicas entre os cariótipos. Outro dado relevante acerca dos Engystomops amazônicos refere-se à presença de populações com cromossomos sexuais heteromórficos do sistema XX/XY e populações em que os cromossomos sexuais não podem ser reconhecidos, provavelmente por serem homomórficos.Já que os dados citogenéticos disponíveis não são suficientes para a análise evolutiva dos cariótipos de Engystomops, acreditamos que uma caracterização mais aprofundada dos cariótipos já estudados e a descrição cariotípica de espécies ainda não analisadas possam auxiliar no reconhecimento de homeologias cromossômicas e, conseqüentemente, na elucidação de processos evolutivos envolvidos na diferenciação desses anuros. Por isso, no presente projeto pretendemos isolar o gene ribossomal 5S e sequências de DNA altamente repetitivo de Engystomops da Amazônia, com o intuito de obter novos marcadores citogenéticos para análises comparativas nesse gênero. A busca por esses marcadores, principalmente os relacionados a seqüências de DNA satélite, despertam especial interesse, pois pode revelar interessantes marcadores de cromossomos sexuais que muito podem contribuir para o estudo da evolução desses cromossomos. (AU)