Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade e estrutura genética de uma espécie arbórea pioneira em florestas primárias e secundárias em estádio inicial de sucessão

Resumo

A estrutura genética espacial de populações de plantas pode variar ao longo dos estádios ontogenéticos, através das gerações e entre diferentes condições ambientais. Estas mudanças são direcionadas por fatores ecológicos e evolutivos. Compreender os efeitos destes fatores sobre a diversidade e estrutura genética das populações é importante para a definição de estratégias de conservação e restauração florestal de forma a garantir a manutenção de suas dinâmicas evolutivas e ecológicas o mais semelhante possível das condições naturais. As espécies pioneiras apresentam histórias de vida e estruturas populacionais características que são afetadas principalmente pela dinâmica de clareiras das florestas tropicais. Estas características e processos ecológicos, bem como outros fatores tais como nível de perturbação humana e distância entre populações, apresentam importantes conseqüências sobre a estrutura genética e evolução destas espécies, entretanto isto não é ainda bem compreendido. O objetivo deste trabalho é avaliar a diversidade e estrutura genética da espécie pioneira Croton floribundus ao longo de três classes de tamanho sucessivas e entre populações de uma floresta primária e três florestas secundárias em estádio inicial de sucessão com diferentes distâncias da floresta primária. Serão analisados os fatores ecológicos e genéticos que influenciam os padrões encontrados e será testado se a distância à floresta primária afeta a diversidade e estrutura genética de populações em florestas em estádio inicial de sucessão. Os marcadores microssatélites serão desenvolvidos para esta espécie para fornecer os seguintes parâmetros genéticos: número médio de alelos por loco (A), número efetivo de alelos por loco (Ae), proporção de locos polimórficos (P), heterozigosidade média observada (Ho), heterozigosidade média esperada (He), estatísticas-F, distâncias genéticas e fluxo gênico. As análises de agrupamento e autocorrelação espacial também serão realizadas. A, Ae, P, Ho e He caracterizarão a diversidade genética. As estatísticas-F, distâncias genéticas e análises de agrupamento e autocorrelação espacial fornecerão os parâmetros de estrutura genética espacial. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVESTRINI, MILENE; MAES DOS SANTOS, FLAVIO ANTONIO. Variation in the population structure between a natural and a human-modified forest for a pioneer tropical tree species not restricted to large gaps. ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 5, n. 12, p. 2420-2432, JUN 2015. Citações Web of Science: 2.
SILVESTRINI, MILENE; MCCAULEY, DAVID E.; ZUCCHI, MARIA IMACULADA; MAES DOS SANTOS, FLAVIO ANTONIO. How do gap dynamics and colonization of a human disturbed area affect genetic diversity and structure of a pioneer tropical tree species?. FOREST ECOLOGY AND MANAGEMENT, v. 344, p. 38-52, MAY 15 2015. Citações Web of Science: 6.
SILVESTRINI, MILENE; PINTO-MAGLIO, CECILIA A. F.; ZUCCHI, MARIA I.; DOS SANTOS, FLAVIO A. M. Cytogenetics and characterization of microsatellite loci for a South American pioneer tree species, Croton floribundus. GENOME, v. 56, n. 12, p. 743-751, DEC 2013. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.