Busca avançada
Ano de início
Entree

As tribos Barnadesieae e Mutisieae (Asteraceae) no Estado de São Paulo - Brasil

Processo: 09/51706-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2009 - 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:João Semir
Beneficiário:João Semir
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Compositae  Táxons 

Resumo

A família Asteraceae constitui o grupo mais diverso entre as Angiospermas Eudicotiledôneas, tem o Brasil como um dos centros de diversidade. Com vários táxons de distribuição geográfica restrita, como as espécies das tribos Barnadesieae e Mutisieae. Os representantes destas tribos ocorrem nas diferentes formações vegetacionais da Floresta Atlântica e do Bioma do Cerrado do estado de São Paulo. Este projeto visa o reconhecimento e diferenciação e caracterização dos táxons pertencentes às tribos Barnadesieae e Mutisieae sensu Bremer (1994) ocorrentes no estado, que, até o presente, estão estimadas em cerca de 13 gêneros e 57 espécies. Serão realizadas descrições morfológicas, chaves de identificação, comentários taxonômicos, ilustrações e será levantada a distribuição geográfica dos táxons. Este estudo permitirá a atualização e o acúmulo de novas informações taxonômicas e biogeográficas sobre estas espécies e auxiliará na delimitação táxons problemáticos, pouco estudados no Brasil. Esse estudo taxonômico faz parte da Flora Fanerogâmica do estado de São Paulo, dos quais já foram produzidos cinco volumes, com monografias para cerca de 130 famílias, com tratamento taxonômico para aproximadamente 600 gêneros e 2.370 espécies. A família Asteraceae será tratada em um único volume, sendo que algumas das monografias de outras tribos para a família já estão prontas e outras estão em andamento. (AU)