Busca avançada
Ano de início
Entree

Letramento, fronteiras e cultura digital

Processo: 09/00671-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Marcelo El Khouri Buzato
Beneficiário:Marcelo El Khouri Buzato
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Letramento  Cibercultura  Inclusão digital 

Resumo

Letramentos digitais, também chamados novos letramentos, estabelecem zonas fronteiriças entre domínios/campos do saber, assim como entre práticas sociais, e entre sistemas semióticos e midiáticos diversos. Tais fronteiras podem ser concebidas como espaços de negociação e troca, ou seja, de interações e sobrepassagens, mas também loci de conflitos e de delimitações sempre contestáveis. A natureza aberta e complexa desses letramentos, ao mesmo tempo resultante e produtora de conexões nem sempre previsíveis ou controláveis, desafia certas concepções tradicionais, sejam elas de cunho sociocultural, cognitivo ou tecnicista, assim como certas formulações empírico-metodológicas usuais nos estudos do letramento. O projeto objetiva, em primeiro lugar, investigar e aprofundar teoricamente uma concepção relacional, interativa e, portanto, não-reducionista dos letramentos digitais a partir de conceitos operativos como fronteira e rede, e de desenvolvimentos teóricos recentes no campo das Ciências Humanas que tentam dar conta da relação entre tecnologia-sociedade e cultura. Em segundo lugar, objetiva-se identificar atividades e artefatos (concretos e simbólicos) que dão sustentação ao que se pode chamar de práticas fronteiriças, isto é, práticas sociais que viabilizam a apropriação de letramentos digitais em diferentes contextos e domínios e potencializam dinâmicas de transformação em letramentos tradicionalmente estabelecidos. Contemplam-se aí, obviamente, as identidades, representações e interpretações dos sujeitos praticantes, dando-se relevo à sua reflexividade e agentividade nessas dinâmicas. Esperam-se como resultados do projeto subsídios teóricos e práticos para o ensino, para o design de sistemas e interfaces digitais, e para a formação de lideranças escolares e comunitárias vinculados a esforços de inclusão digital no País. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Gestores digitais em ascensão 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUZATO‚ M.E.K. Práticas de letramento na ótica da Teoria Ator-Rede: casos comparados. Calidoscopio, v. 10, n. 1, p. 65-82, 2012.
MARCELO EL KHOURI BUZATO. Cultura digital e apropriação ascendente: apontamentos para uma educação 2.0. Educ. rev., v. 26, n. 3, p. 283-303, Dez. 2010.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.