Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos e arquiteturas de depósitos siliciclásticos da plataforma até as bacias profundas: análogos do Ordoviciano da Pré-Cordilheira Argentina e do Cambriano da Faixa Sergipana

Processo: 06/00525-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Giorgio Basilici
Beneficiário:Giorgio Basilici
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Sedimentologia  Estratigrafia  Sistemas deposicionais 

Resumo

A caracterização dos fatores que controlam o transporte e a distribuição de sedimento da plataforma até águas mais profundas é de elevado interesse para a sociedade atual. Na realidade, estes fatores determinam as características geométricas e da arquitetura deposicional dos corpos geológicos que atualmente são um dos principais alvos da exploração mundial de hidrocarbonetos. Dois aspectos interligados desse assunto científico ainda não são perfeitamente claros: i) a importância dos fluxos geostróficos e dos fluxos de densidade na distribuição de sedimento da plataforma até as bacias mais profundas e ii) a diferenciação entre corpos geológicos gerados por fluxos oscilatórios ou combinados (tempestitos lato sensu) ou exclusivamente por fluxos de densidade (turbiditos lato sensu).Os objetivos primários deste projeto são: 1) discriminar critérios para distinguir com a análise de fácies de detalhe depósitos de fluxos oscilatórios ou combinados, gerados por tempestade, e fluxos de correntes de densidade, gerados por fluxos gravitacionais; 2) descrever as diferenças de arquitetura deposicional de sistemas deposicionais dominados por tempestades e sistemas controlados por correntes de densidade; 3) definir as inter-relações entre processos e sistemas deposicionais conexos com tempestades e processos exclusivamente gravitacionais.Para atingir estes objetivos serão usados corpos geológicos antigos de plataforma e bacia profunda como análogos. Por estes motivos usaremos a Formação Lagarto (Faixa Sergipana, estados de SE e de BA) e as formações Sierra de La Invernada e Yerba Loca (Pré-Cordilheira Argentina, Província de San Juan, Argentina). Estas unidades litoestratigráficas constituem sucessões sedimentares siliciclásticas desenvolvidas respectivamente em sistemas marinhos costeiros/plataformais, plataforma profunda e talude/bacia de água profunda. Acreditamos que estes objetivos são de importância estratégica para a indústria nacional de extração de hidrocarbonetos, uma vez que mais de 80% das reservas atuais são supostamente localizadas em reservatórios gerados em sistemas de água profunda (turbiditos lato sensu) e que, em algumas áreas (p.e., na Bacia de Santos), ainda não é claro quanto os reservatórios são originados por fluxos gravitacionais ou oscilatórios/combinados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VIEIRA DE LUCA, PEDRO HENRIQUE; BASILICI, GIORGIO. A prodeltaic system controlled by hyperpycnal flows and storm waves: reinterpretation of the Punta Negra Formation (Lower-Middle Devonian, Argentine Precordillera). BRAZILIAN JOURNAL OF GEOLOGY, v. 43, n. 4, p. 673-693, DEC 2013. Citações Web of Science: 3.
BASILICI, GIORGIO; VIEIRA DE LUCA, PEDRO HENRIQUE; POIRE, DANIEL G. Hummocky cross-stratification-like structures and combined-flow ripples in the Punta Negra Formation (Lower-Middle Devonian, Argentine Precordillera): A turbiditic deep-water or storm-dominated prodelta inner-shelf system?. SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 267, p. 73-92, AUG 1 2012. Citações Web of Science: 19.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.