Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da configuração e da superfície dos implantes na osseointegração e aderência de microrganismos

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar e comparar a reparação do tecido ósseo ao redor de implantes cilíndricos de superfície porosa com implantes rosqueados de superfície rugosa, ambos de titânio, por meio de análise histológica e histomorfométrica. A fixação destes implantes ao tecido ósseo será avaliada pela mensuração da força de torque necessária para sua remoção. Será avaliada também a influência da configuração e da superfície dos implantes na aderência de microorganismos. Os implantes com superfície porosa serão fabricados pela técnica de metalurgia do pó, utilizando pó de titânio e uréia, sendo que 10 serão submetidos à análise metalográfica para avaliação da quantidade, interligação e área dos poros presentes. Os implantes rosqueados serão adquiridos do mercado odontológico, ambos com diâmetro de 3,75mm por 6mm de comprimento. Posteriormente, os implantes serão inseridos em trinta coelhos, os quais receberão dois implantes, sendo um de cada tipo, na tíbia direita e esquerda. Dez animais, selecionados aleatoriamente, serão sacrificados 04, 08 e 12 semanas após a cirurgia. Para cada período de sacrifício, cinco peças contendo os implantes serão submetidas à análise histológica e histomorfométrica e cinco ao teste de remoção por torque. Tais avaliações permitirão comparar a velocidade de neoformação óssea e a área de contato na interface osso-implante nos diferentes tempos e tipos de implantes e sua influência sobre a fixação dos mesmos. Os dados obtidos na análise histomorfométrica e no teste de torque serão submetidos ao teste ANOVA e de Tukey e os dados da aderência dos microorganismos serão submetidos ao teste de Kruskal Wallis (p<0,05). (AU)