Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização do aço inoxidável AISI 316L por nitretação a plasma para aplicação como biomaterial

Processo: 09/50776-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2009 - 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Maristela Olzon Monteiro Dionysio de Souza
Beneficiário:Maristela Olzon Monteiro Dionysio de Souza
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Nitretação  Aço inoxidável  Biomateriais  Próteses e implantes  Resistência dos materiais  Corrosão 

Resumo

Dentre os materiais metálicos usados como biomateriais em implantes temos os aços inoxidáveis ASTM F138 e AISI 316L, os quais são ainda largamente usados em indústrias; daí o grande interesse que desperta o seu estudo. As propriedades importantes neste contexto são maior dureza e resistência ao desgaste e também maior resistência à corrosão. Entre os processos de tratamento visando a melhoria dessas propriedades, temos o processo de nitretação a plasma. Este processo envolve diversos parâmetros, como tipo de gás, pressão, temperatura e tempo de nitretação, cuja combinação tem grande influência na camada nitretada resultante e consequentemente em suas propriedades. No estudo dos efeitos do processo de nitretação devem-se identificar os compostos formados quanto à sua composição e localização, uma vez que estes fatores interferem de modo diferenciado nas propriedades citadas acima. Neste contexto, a técnica de Espectroscopia Mòssbauer é de suma importância, uma vez que complementa a análise por Difração de Raio-X, diferenciando e quantificando os compostos de ferro formados na camada nitretada, o que possibilita um entendimento mais completo. A presente proposta visa investigar sistematicamente a influência de um dos parâmetros do processo de nitretação, particularmente a pressão, na resposta da proteção à corrosão de amostras do aço inoxidável AISI 316L. Esse estudo permitirá o desenvolvimento do aço em questão conferindo-lhe propriedades otimizadas de proteção ao ataque corrosivo em meio semelhante ao do corpo humano o que contribuirá positivamente para a inovação, melhoria e aplicação do mesmo como biomaterial. Os resultados da caracterização que realizaremos serão inovadores, uma vez que a maioria dos estudos já realizados não usam a Espectroscopia Mössbauer, a qual permitirá obter conhecimentos fundamentais para sua posterior aplicação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.