Busca avançada
Ano de início
Entree

Letramento, ritmo e etnicidade: estudo do processo de transição vivenciado por graduandos de etnia indígena entre práticas letradas ou iletradas vernaculares e práticas letradas acadêmicas

Resumo

Este Projeto de Pesquisa filia-se à linha de pesquisa "Linguagem, identidade e etnicidade" do Grupo de Pesquisa "Estudos em linguagem, etnicidade e estilo" (CNPq), que lideramos. É voltado à compreensão dos processos sócio-cognitivos, discursivos e identitários inerentes às práticas linguageiras, com ênfase para a apropriação, por parte de graduandos da UFSCar de etnia indígena, da linguagem escrita nos gêneros do discurso acadêmico. Entre outros enfoques, exploramos a análise crítica do discurso (Fairclough 2001), a teorização referente aos gêneros do discurso (Bakhtin, 1995, 1997; Swales, 1990; Bhatia, 2004) e a Teoria da Atividade (Leontiev, 2000; Vigotski, 2001; Jantzen; 2008). É dada, ainda, ênfase particular ao conceito de etnicidade (Cohen, 1974). Procuramos explicitação a respeito do ritmo, do tom e do estilo na configuração sintático-semântica dos textos. Com vistas à formação de banco de dados, o levantamento de dados será efetuado: a) no próprio campus universitário, através da aplicação de questionários e da coleta de textos produzidos por graduandos de etnia indígena no círculo da atividade acadêmica; b) através de pesquisa de base etnográfica em comunidades indígenas localizadas nos estados de Mato Grosso (MT) e Amazonas (AM). Esperamos contribuir para fortalecer a formação dos profissionais da educação básica intercultural indígena e para a implementação das Ações Afirmativas em universidades públicas. Este projeto possui interface com o projeto CAPES para o Núcleo UFSCar do Observatório da Educação Escolar Indígena, denominado "A educação escolar indígena em duas realidades: uma comparação entre os Territórios Etnoeducacionais Amazônia Oriental e do Rio Negro", e do qual participarei como pesquisadora e professora orientadora. (AU)