Busca avançada
Ano de início
Entree

Interferência e controle de plantas daninhas sobre mudas de quatro espécies arbóreas de florestas estacionais de São Paulo

Processo: 09/00290-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Patrícia Andrea Monquero
Beneficiário:Patrícia Andrea Monquero
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia florestal  Florestas tropicais  Semeadura  Plantas daninhas  Herbicidas  Degradação ambiental 

Resumo

O conhecimento escasso sobre o comportamento de mudas de espécies florestais nativas sob a ação de herbicidas, no que diz respeito à seletividade e à eficiência, aliado ao conhecimento preciso da técnica de semeadura direta como alternativa ao plantio convencional de mudas em áreas degradadas, justifica esse projeto de 24 meses. Esse projeto pretende testar afirmações, baseando-se em teorias de dinâmica de comunidades florestais tropicais, com quatro espécies típicas de florestas estacionais, amplamente utilizadas em projetos de restauração: Acacia polyphylla DC., Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong., Ceiba speciosa (A. St.-Hil.) Ravenna e Luehea divaricata Mart.: i) Há uma densidade de daninhas a partir da qual o crescimento e sobrevivência de mudas nativas é prejudicado de maneira significativa; ii) Diferentes herbicidas ("pré-emergentes" e "pós-emergentes"), em diferentes doses, causam efeitos diferenciais no controle de espécies daninhas: o controle adequado da densidade de daninhas promove o melhor desenvolvimento de mudas de espécies nativas de florestas estacionais; iii) Herbicidas favorecem a sobrevivência e desenvolvimento de plantas nativas usadas na semeadura direta (seletividade). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.