Busca avançada
Ano de início
Entree

Áreas potenciais prioritárias à expansão da agroenergia: modelagem via geotecnologias

Processo: 09/01828-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2009 - 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Antonio Roberto Formaggio
Beneficiário:Antonio Roberto Formaggio
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Zoneamento agrícola  Geotecnologias  Planejamento territorial  Sensoriamento remoto  Bioenergia  Mudança climática 

Resumo

O crescente interesse em relação à agroenergia e às atuais conjunturas energética, econômica e ambiental, vem estimulando crescentes discussões e reflexões sobre a produção e o uso de biocombustíveis, como uma das principais respostas às preocupações ligadas aos problemas da atual matriz energética calcada fortemente em combustíveis fósseis, além de convergir favoravelmente ao grave tema das mudanças climáticas globais. Porém, concomitantemente, a sociedade tem também questionado quanto às consequências em termos de ampliação das fronteiras agrícolas sobre os remanescentes naturais e/ou dos possíveis riscos à segurança alimentar, surgindo então a importante questão quanto à necessidade de meios efetivos e calcados em critérios científicos para decisões em relação aos investimentos em energia derivada de biomassa cultivada. Neste sentido, a hipótese da presente proposta é que ferramentas de planejamento territorial, apoiadas por geotecnologias, podem contribuir decisivamente para o levantamento e a definição de áreas potenciais prioritárias para a agroenergia, quando aplicadas numa região de interesse. Em síntese, a presente proposta leva em conta o cenário agrícola já instalado numa determinada região e também os zoneamentos agrícolas oficiais existentes, procurando em seguida responder, a partir de critérios científicos, às seguintes questões: a) existe ainda potencial para culturas energéticas nesta região de interesse? b) Onde estaria este potencial? c) De quanto seria este potencial? d) Se vierem a ser efetivamente instaladas as culturas agroenergéticas nas áreas prioritárias potenciais identificadas, o que mudaria em relação ao cenário agrícola já instalado? É oportuno salientar que estarão interagindo, durante a realização deste Projeto, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCT) e a EMBRAPA (MAPA), com o objetivo de gerar contribuição na área de bioenergia, planejamento regional e métodos quantitativos (SIG, sensoriamento remoto, modelos dinâmicos espaciais, geoestatística, análise multi-critério). Como resultados esperados incluem-se, além da contribuição proposta, uma Tese de Doutorado (MSc Adalberto Koiti Miura / Embrapa Clima Temperado, que está sendo orientado pelo Dr. Yosio Edemir Shimabukuro e pelo Dr. Antonio Roberto Formaggio, ambos Pesquisadores Titulares no INPE), artigos em periódicos e participações em eventos científicos. (AU)