Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da estimulacao nociceptiva inflamatoria em ratos recem-nascidos sobre a cognicao, proliferacao e diferenciacao celular no hipocampo

Processo: 09/53646-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2010 - 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Luciene Covolan
Beneficiário:Luciene Covolan
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica  Neurogênese  Cognição 

Resumo

Quando examinados, ratos e recém-nascidos humanos apresentam os mesmos comportamentos complexos observados em adultos em resposta à dor causada pela lesão tecidual e inflamação. Procedimentos invasivos dolorosos freqüentemente são realizados em recém-nascidos admitidos nas unidades de terapia intensiva (UTI), em especial nos neonates muito prematuros devido aos cuidados vitais necessários ao longo do período de internação. Os efeitos agudos e os de longo prazo causados por estímulos dolorosos em recém-nascidos humanos podem ser investigados em modelos animais, dos quais se destacam os ratos recém-nascidos. Células granulares do giro denteado recém-dividas têm sido relacionadas a mecanismos de formação de potenciação de longo prazo, um correlato celular para formação da memória. A proliferação destas células pode ser detectada por reação imunohistoquímica após aplicação de um marcador durante a fase S do ciclo celular. A estimulação dolorosa em ratos recém-nascidos consiste em um modelo excelente para investigar quais os elementos do sistema nervoso central poderiam estar envolvidos na formação e retenção da memória da experiência dolorosa expressada por esses animais quando jovens ou adultos. Assim, para atingir esse objetivo aplicaremos um agente inflamatório localmente em ratos recém-nascidos e os animais também receberão o marcador de proliferação celular. Serão realizados testes para detectar possíveis variações no comportamento e avaliaremos se a estimulação dolorosa repetida altera a taxa de proliferação celular no giro denteado do hipocampo, se é capaz de ativar áreas hipocampais e de alterar campos receptivos corticais através de obtenção de imagens por ressonância magnética nuclear. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MALHEIROS, JACKELINE MORAES; PAIVA, FERNANDO FERNANDES; LONGO, BEATRIZ MONTEIRO; HAMANI, CLEMENT; COVOLAN, LUCIENE. Manganese-enhanced MRI: biological applications in neuroscience. FRONTIERS IN NEUROLOGY, v. 6, JUL 10 2015. Citações Web of Science: 22.
MALHEIROS, J. M.; LIMA, M.; AVANZI, R. D. T.; GOMES DA SILVA, S.; SUCHECKI, D.; GUINSBURG, R.; COVOLAN, L. Repetitive Noxious Neonatal Stimuli Increases Dentate Gyrus Cell Proliferation and Hippocampal Brain- Derived Neurotrophic Factor Levels. HIPPOCAMPUS, v. 24, n. 4, p. 415-423, APR 2014. Citações Web of Science: 14.
LIMA, MARCIA; MALHEIROS, JACKELINE; NEGRIGO, ALINE; TESCAROLLO, FABIO; MEDEIROS, MAGDA; SUCHECKI, DEBORAH; TANNUS, ALBERTO; GUINSBURG, RUTH; COVOLAN, LUCIENE. Sex-related long-term behavioral and hippocampal cellular alterations after nociceptive stimulation throughout postnatal development in rats. Neuropharmacology, v. 77, p. 268-276, FEB 2014. Citações Web of Science: 14.
LESLIE, ANA TERESA F. S.; AKERS, KATHERINE G.; MARTINEZ-CANABAL, ALONSO; DE ARAUJO MELLO, LUIS EUGENIO; COVOLAN, LUCIENE; GUINSBURG, RUTH. Neonatal inflammatory pain increases hippocampal neurogenesis in rat pups. Neuroscience Letters, v. 501, n. 2, p. 78-82, AUG 26 2011. Citações Web of Science: 24.
NEGRIGO, ALINE; MEDEIROS, MAGDA; GUINSBURG, RUTH; COVOLAN, LUCIENE. Long-term gender behavioral vulnerability after nociceptive neonatal formalin stimulation in rats. Neuroscience Letters, v. 490, n. 3, p. 196-199, MAR 3 2011. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.