Busca avançada
Ano de início
Entree

Risco de tuberculose - infecção em crianças com contato domiciliar de adultos com tuberculose pulmonar bacilífera segundo três testes distintos - teste tuberculínico, QuantiFERON e ELISpot

Resumo

A tuberculose é um grave problema de Saúde Pública. Entre as medidas utilizadas para o seu controle está o diagnóstico da infecção latente para que se possa instituir a quimioprofilaxia em casos em que o risco de desenvolvimento de tuberculose doença é maior. Entretanto, este diagnóstico até hoje é baseado no teste tuberculínico, que apresenta baixa sensibilidade e também baixa especificidade. Atualmente, novos testes laboratoriais apresentam maior sensibilidade e especificidade que o teste tuberculínico e são baseados na produção de interferon gama por células T específicas para antígenos próprios do M. tuberculosis. Neste estudo, pretendemos avaliar a resposta do teste tuberculínico e de dois ensaios de células T (QuantiFERON - TB Gold ® e T- SPOT.TB®) em menores de 15 anos de idade com contato domiciliar de tuberculose bacilífera e compará-la à resposta frente aos mesmos testes em crianças sadias menores de 15 anos de idade na ausência de contato conhecido com a tuberculose. Indivíduos menores de 15 anos, contatos domiciliares de 30 adultos não infectados pelo HIV e com tuberculose pulmonar bacilífera (G1) e menores de 15 anos contatos de 30 adultos saudáveis (G2) serão estudados. As crianças e adolescentes serão submetidas a avaliação clínica e radiológica. Realizarão também o teste tuberculínico e coletarão amostra de sangue para realização de QuantiFERON - TB Gold ® e T- SPOT.TB®. Para aqueles que se mostrarem doentes será instituído o tratamento com esquema tríplice para tuberculose; para os infectados, será realizada a quimioprofilaxia com isoniazida. Ao final do tratamento ou da quimioprofilaxia, serão novamente avaliados utilizando os três testes. Os resultados serão analisados de modo a se avaliar: o risco de infecção detectado pelos três testes quando existe o contato domiciliar com tuberculose bacilífera (G1) e quando este contato não existe (G2); a evolução dos três testes após o término do tratamento ou quimioprofilaxia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERRARINI, M. A. G.; SPINA, F. G.; WECKX, L. Y.; LEDERMAN, H. M.; DE MORAES-PINTO, M. I. Rate of tuberculosis infection in children and adolescents with household contact with adults with active pulmonary tuberculosis as assessed by tuberculin skin test and interferon-gamma release assays. EPIDEMIOLOGY AND INFECTION, v. 144, n. 4, p. 712-723, MAR 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.