Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e biologia de peptídeos: atualização e adaptação de cromatógrafos de alto desempenho (hlpcs), analisador e sequenciados de aminoácidos

Processo: 09/51038-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2009 - 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Luiz Juliano Neto
Beneficiário:Luiz Juliano Neto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Peptídeos  Parasitos  Vírus  Síntese orgânica  Peptídeo hidrolases 

Resumo

Os sistemas de HPLCs são ferramentas essenciais e de uso continuo nos nossos laboratórios de síntese e biologia de peptídeos. Em cada síntese de peptídeo corremos uma cromatografia em HPLC analítico assim que a síntese se completa, e depois corremos um ou mais HPLCs para definirmos as condições de purificação nos sistema preparativo. A seguir o peptídeo é fracionado e identificado por espectroscopia de massa. A fração que contem o peptídeo correto é liofilizada e novo HPLC é feito para avaliar o grau de pureza e decidir se nova cromatografia será necessária. Este é um processo de rotina e foram sintetizados nos últimos 5 anos um numero apreciável de peptídeos, não só para os nossos projetos como para a comunidade do Estado de São Paulo e também de outros estados, alem de nossas colaborações internacionais. Este projeto visa a reforma, atualização dos equipamentos em operação e aquisição de um HPLC semi-preparativo. A justificativa para apresentação desta solicitação está na necessidade de trocar, reformar e atualizar os HPLCs, seqüenciador e analisador de aminoácidos. Especificamente usamos peptídeos em nossos projetos de estudo de especificidade e inibição de proteases humanas, de parasitas, vírus, plantas e insetos. As linhas de trabalhos são diversas e o grupo de estudantes e pesquisadores e colaboradores participantes dos programas de trabalho são compatíveis com o tamanho do projeto, tal como pode ser apreciado nas informações apresentadas. É importante ressaltar que 5 HPLCs de uso contínuo foram instalados e operam continuamente, pois usamos injetores automáticos, desde 1992 até 1998. Em vista disso, e da necessidade de modernizar os equipamentos para melhor atender as demandas de síntese e economizar solventes, particularmente acetonitrila, cujo preço aumentou cerca de dez vezes nos últimos 5 meses, estamos submetendo este projeto a FAPESP. (AU)