Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da privação e restrição de sono na função reprodutiva de ratos machos

Processo: 09/14206-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2009 - 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Monica Levy Andersen
Beneficiário:Monica Levy Andersen
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reprodução animal  Privação de sono  Comportamento sexual  Hormônios esteroides gonadais 

Resumo

A privação de sono é uma das conseqüências da pressão exercida pela sociedade sobre os indivíduos. Devido ao excesso de trabalho ou ainda, por alguns distúrbios de sono (como por exemplo a insônia), a diminuição do tempo de sono pode levar a repercussões prejudiciais sobre a nossa saúde e bem-estar. No entanto, a privação de sono também apresenta aspectos positivos como ação antidepressiva, melhora dos parâmetros de ambulação em modelos animais da doença de Parkinson e efeitos facilitatórios sobre a ocorrência de reflexos genitais (ereções e ejaculações) em roedores. Além das alterações provocadas pela privação de sono no comportamento sexual de ratos, a falta de sono exerce uma forte influência sobre os hormônios sexuais. Dentre as diversas alterações endócrinas resultantes de privação de sono, destacam-se a diminuição de testosterona e aumento de glicocorticóides que podem levar ao comprometimento do sistema reprodutor, como por exemplo, na formação de espermatozóides. Tendo em vista as modificações comportamentais e hormonais induzidas pela privação de sono e a importância da manutenção desses hormônios nos processos de divisão celular da espermatogênese, o objetivo deste estudo será avaliar os efeitos da privação de sono nos parâmetros reprodutivos e no perfil hormonal em ratos machos. Para isso, serão utilizados ratos machos jovens distribuídos nos seguintes grupos: controle, privação de sono paradoxal por 96 horas e restrição parcial crônica de sono por 21 dias. Após o período experimental, será realizada a avaliação do comportamento sexual (monta, intromissão e ejaculação) bem como análises das concentrações hormonais de progesterona, testosterona, corticosterona, folículo-estimulante e luteinizante; quantificação e qualificação espermática e extração dos testículos para quantificação celular. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANDERSEN, MONICA L.; ALVARENGA, TATHIANA A.; SCORZA, FULVIO A.; MATOS, GABRIELA; SONODA, ELIZA Y.; HIROTSU, CAMILA; CAVALHEIRO, ESPER A.; TUFIK, SERGIO. Impairment of Sexual Function in Rats with Epilepsy. Journal of Sexual Medicine, v. 9, n. 9, p. 2266-2272, SEP 2012. Citações Web of Science: 8.
ANDERSEN, MONICA L.; ALVARENGA, TATHIANA F.; MAZARO-COSTA, RENATA; HACHUL, HELENA C.; TUFIK, SERGIO. The association of testosterone, sleep, and sexual function in men and women. Brain Research, v. 1416, p. 80-104, OCT 6 2011. Citações Web of Science: 59.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.