Busca avançada
Ano de início
Entree

Densidade ossea, composicao corporal e metabolismo mineral e osseo em pacientes com sindrome coronariana aguda.

Processo: 08/53532-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2008 - 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Vera Lucia Szejnfeld
Beneficiário:Vera Lucia Szejnfeld
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome coronariana aguda  Osteoporose  Síndrome metabólica  Composição corporal  Densitometria óssea  Metabolismo mineral 

Resumo

Diversos autores têm demonstrado a associação entre baixa massa óssea e maior mortalidade geral e cardiovascular, especialmente em mulheres idosas (Pinheiro, Szenjfeld 2007). O estudo da relação entre as medidas da massa óssea, metabolismo lipídico, glicídico, mineral e ósseo e os eventos por aterosclerose pode auxiliar na compressão da relação calcificação vascular e osteoporose. Assim, o presente projeto pretende primariamente avaliar a massa óssea em pacientes com síndrome coronariana aguda e secundariamente correlacionar as medidas de massa óssea e fratura por osteoporose com as calcificações vasculares, bem como estudar o metabolismo mineral e ósseo e medidas de composição corporal nesses pacientes. É um estudo transversal, de coorte incidente, controlado, em que serão avaliados 150 pacientes, todos com síndrome metabólica, pareados por sexo, IMC e idade, dos quais 75 com SCA recente e 75 indivíduos sem eventos cardiovasculares atuais e pregressos. Serão avaliados por questionários para a presença de fatores de risco para osteoporose (European Vertebral Osteoporosis Study); a atividade física (Baecke e cols); e a hábitos alimentares por meio de questionário de freqüência alimentar. A avaliação por imagem será feita por densitometria óssea da coluna lombar e fêmur proximal e por radiografias de coluna torácica e lombar para averiguação de fratura vertebral (método semi-quantitativo de Genant) e de escore de calcificaçâo da aorta abdominal. A avaliação da composição corporal será feita por meio da densitometria do corpo total. O estudo do metabolismo mineral e ósseo será realizado pelas medidas cálcio; fósforo; fosfatase alcalina total e fração óssea; CTx sérico; PTH intacto; osteoprotegerina e vitamina D (25OHD). (AU)