Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do consumo prolongado de diferentes dietas hiperlipídicas sobre o controle central da ingestão alimentar em ratos

Processo: 07/05360-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2008 - 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Eliane Beraldi Ribeiro
Beneficiário:Eliane Beraldi Ribeiro
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade  Regulação homeostática  Dieta hiperlipídica  Sistema nervoso central  Ácidos graxos ômega-6  Ácidos graxos ômega-9 

Resumo

Numerosos mediadores interagem no controle da ingestão de alimentos realizada pelo SNC. Participam hormônios, como a insulina, leptina e grelina; nutrientes, como a glicose e os ácidos graxos; neuropeptídios e neurotransmissores, como o NPY, MSH, CART, AGRP, serotonina e óxido nítrico. O hipotálamo é o centro integrador destas múltiplas influências e outras regiões também estão envolvidas, como o córtex cerebral e o núcleo acumbens. A regulação homeostática, que visa a promover o equilíbrio de energia e nutrientes corporais, é influenciada por aspectos hedônicos, o que pode estar associado à alta prevalência atual de obesidade, frente à grande oferta de alimentos palatáveis ricos em gordura e energia. Embora várias áreas cerebrais e vários mediadores sejam conhecidos, ainda há muito a elucidar acerca da natureza exata das múltiplas interações entre os aspectos homeostático e hedônico do controle central da ingestão alimentar e dos prováveis inúmeros pontos em que disfunções da intrincada interação podem gerar desequilíbrio da balança e obesidade. A composição da dieta moderna é fator relevante na determinação do crescimento da obesidade. No entanto, pouco se sabe sobre as consequências que alterações dietéticas específicas têm sobre os mecanismos centrais de controle da ingestão, bem como sobre os mecanismos responsáveis por estes efeitos. É reconhecida a participação de dietas hiperlipídicas na obesidade nos dias de hoje e, não apenas o teor calórico mas também a composição de ácidos graxos, parece ser relevante na determinação dos efeitos deletérios do excesso de gordura. Os ácidos graxos saturados e os poliinsaturados das séries n-6 e n-9 seriam os mais envolvidos na gênese da resistência à insulina e obesidade, enquanto os da série n-3 teriam menos efeito. Entretanto, não se sabe a composição exata da dieta hiperlipídica capaz de reproduzir a síndrome de obesidade e as complicações metabólicas que a ela se associam no homem. O presente projeto pretende contribuir para a elucidação de aspectos abordados acima. Enfocaremos alguns fatores específicos como glicose, insulina e óxido nítrico. Empregando as técnicas de "Western blotting" e microdiálise cerebral, avaliaremos se dietas hiperlipídicas ricas em ácidos graxos n-6, n-3, ou saturados, afetam o estado destes sistemas em áreas cerebrais envolvidas no controle homeostático e não homeostático da ingestão. Além disto, propomos realizar uma análise mais ampla dos efeitos destas manipulações da dieta, realizando a análise proteômica do hipotálamo, para verificar se o consumo prolongado das diferentes dietas hiperlipídicas afeta diferencialmente a expressão proteica nesta região que tem papel essencial no controle da ingestão. Alterações na expressão de proteínas no SNC podem refletir mecanismos ligados à regulação de respostas fisiológicas/fisiopatológicas e comportamentais. Através da avaliação do complemento proteico do hipotálamo de animais que consumiram diferentes dietas hiperlipídicas acreditamos poder identificar importantes mediadores centrais envolvidos na fisiopatologia das alterações promovidas por estas dietas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DORNELLAS, A. P. S.; WATANABE, R. L. H.; PIMENTEL, G. D.; BOLDARINE, V. T.; NASCIMENTO, C. M. O.; OYAMA, L. M.; GHEBREMESKEL, K.; WANG, Y.; BUENO, A. A.; RIBEIRO, E. B. Deleterious effects of lard-enriched diet on tissues fatty acids composition and hypothalamic insulin actions. PROSTAGLANDINS LEUKOTRIENES AND ESSENTIAL FATTY ACIDS, v. 102, p. 21-29, DEC 2015. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.