Busca avançada
Ano de início
Entree

Farmacogenética da hipertensão arterial resistente e sua relação com a apneia obstrutiva do sono, dislipidemia e inflamação

Processo: 10/07364-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcelo Chiara Bertolami
Beneficiário:Marcelo Chiara Bertolami
Instituição-sede: Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (IDPC). Fundação Adib Jatene (FAJ). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Adriana Bertolami ; Carolina de Campos Gonzaga Carvalho ; Simone Sorkin Arazi
Assunto(s):Cardiologia  Farmacogenética  Apneia obstrutiva do sono  Dislipidemias  Hipertensão  Expressão gênica  Inflamação 

Resumo

A hipertensão arterial (HA) é considerada o principal fator de risco cardiovascular sendo que aproximadamente 20 a 30% desses pacientes apresentam resistência à terapêutica. Recentemente tem-se associado a síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) como importante causa e fator agravante de hipertensão resistente, com prevalência de até 83% nessa população. Tanto a HA quanto a SAOS associam-se com dislipidemia, inflamação e aumento significativo do risco cardiovascular. Os fatores genéticos possivelmente relacionados com SAOS, dislipidemia e inflamação nos pacientes com HA resistente vêm sendo avaliados, porém ainda faltam maiores evidências que demonstrem seu uso na prática clínica. O presente estudo objetiva avaliar a farmacogenética e a presença de SAOS nos pacientes com HA resistente. Secundariamente serão comparados a expressão gênica relativa e os marcadores inflamatórios antes, durante e depois do evento de apnéia. Serão avaliados 285 pacientes hipertensos resistentes, e 285 pacientes normotensos ou com pressão arterial controlada em uso de até 3 classes de fármacos. Os polimorfismos e a expressão de genes associados a hipertensão, inflamação e dislipidemia serão analisados pelo método de PCR em tempo real. A presença da SAOS será avaliada por meio de polissonografia, e a pressão arterial central pelo sistema Sphygmocor. A associação de marcadores inflamatórios, lipídicos, hormonais e genéticos poderá auxiliar a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento dos pacientes com hipertensão resistente, de forma personalizada, reduzindo falhas terapêuticas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONZAGA, C.; BERTOLAMI, A.; BERTOLAMI, M.; AMODEO, C.; CALHOUN, D. Obstructive sleep apnea, hypertension and cardiovascular diseases. JOURNAL OF HUMAN HYPERTENSION, v. 29, n. 12, p. 705-712, DEC 2015. Citações Web of Science: 46.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.