Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos marcadores prognósticos na doença de Chagas pelo uso da nanoscopia

Processo: 09/14484-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2010 - 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Higuchi
Beneficiário:Maria de Lourdes Higuchi
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/08822-4 - Caracterização morfológica de nanopartículas de agentes infecciosos na Cardiopatia Crônica Chagásica (CC) em indivíduos infectados pelo Trypanosoma Cruzi através das técnicas: Qdots e imunohistoquímica, BP.TT
Assunto(s):Miocardiopatias  Cardiomiopatia chagásica  Doença de Chagas  Trypanosoma cruzi  Infecções bacterianas  Mycoplasma pneumoniae  Chlamydophila pneumoniae  Nanopartículas 

Resumo

A Cardiopatia Crônica Chagásica (CC) ocorre em cerca de 30% dos indivíduos infectados pelo Trypanosoma cruzi e está associada com miocardite linfocitária a qual é acompanhada de depósito de complemento C5b-9. A escassa quantidade de antígenos do T. cruzi não explica a intensidade da inflamação, e um mecanismo autoimune tem sido sugerido. Nós hipotetizamos que associação com componentes microbianos derivados de arquea, micoplasma e clamidia poderiam estar associados com virulência do T. cruzi pois: a) enzima proteolítica e genes de arquea foram encontrados no T. cruzi b) mucinas do T. cruzi induzem intensa resposta inflamatória semelhante ao lipopetideo de micoplasma e c) proteínas especificas de clamidia foram descritas no T. cruzi. Em um estudo inicial, nós revisamos biópsias endomiocárdicas (BEM) de 5 pacientes com forma indeterminada e 5 com CC através das técnicas de hibridização in situ e immunoeletronica e encontramos correlações entre elementos derivados de Mycoplasma pneumoniae(MP), Chlamydia pneumoniae (CP), formas tipo arqueia eletron lucentes e Complemento C5b-9 no grupo com CC. O presente projeto tem como objetivo verificar se há associação de componentes de MP, CP, arquea, T.cruzi, com gravidade da doença de Chagas através de análise quantitativa desses elementos infecciosos, infiltrado inflamatório, fibrose, C5b-9, apoptose, citocinas, alterações clinicas e tempo de sobrevida. Um segundo objetivo é verificar se a análise de partículas infecciosas no soro pode ser marcador prognóstico. Serão realizados três estudos: a) Revisão das BEMs realizadas no InCor de pacientes chagásicos em diferentes formas clinicas. b) Análise das nanopartículas presentes no soro e nas BEMs de pacientes com CC em fila de espera para transplante cardíaco. c) Análise das nanopartículas do soro de pacientes chagásicos em diferentes formas clinicas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HIGUCHI, MARIA DE LOURDES; KAWAKAMI, JOYCE T.; IKEGAMI, RENATA N.; REIS, MARCIA M.; PEREIRA, JAQUELINE DE JESUS; IANNI, BARBARA M.; BUCK, PAULA; DA SILVA OLIVEIRA, LUANDA MARA; SANTOS, MARILIA H. H.; HAJJAR, LUDHMILA A.; BOCCHI, EDIMAR A. Archaea Symbiont of T. cruzi Infection May Explain Heart Failure in Chagas Disease. FRONTIERS IN CELLULAR AND INFECTION MICROBIOLOGY, v. 8, NOV 21 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.