Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo entre a descompressão do ventrículo direito pela conexão cavo-pulmonar e o implante de dispositivo de assistência ventricular direita, associados à assistência ao ventrículo esquerdo, em modelo de disfunção biventricular.

Processo: 08/06029-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2008 - 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Luiz Felipe Pinho Moreira
Beneficiário:Luiz Felipe Pinho Moreira
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Choque cardiogênico  Procedimentos cirúrgicos cardiovasculares 

Resumo

A utilização de dispositivos mecânicos de assistência ventricular esquerda proporciona um melhor manejo dos pacientes que necessitam de métodos alternativos de tratamento do choque cardiogênico e como ponte para a recuperação do miocárdio ou para o transplante cardíaco. Um número significativo destes pacientes sob uso de dispositivos de assistência ventricular esquerda desenvolve falência de ventrículo direito (VD), com elevada mortalidade, sendo muitas vezes necessário o implante de dispositivos de assistência biventricular.Em estudo prévio, demonstramos que a conexão cavo-pulmonar associada à assistência mecânica ao ventrículo esquerdo, em modelo animal de falência biventricular aguda, promove a descompressão do VD e melhor desempenho hemodinâmico, em comparação com a assistência ventricular esquerda isolada. Neste estudo experimental em suínos, as alterações hemodinâmicas e do miocárdio ventricular decorrentes deste tipo de abordagem serão comparadas àquelas observadas com o emprego da assistência circulatória biventricular, na presença de falência miocárdica aguda.O estudo será realizado em 21 suínos, com disfunção biventricular resultante da indução de fibrilação ventricular, mantidos sob assistência ventricular esquerda com bomba centrífuga. Os animais serão divididos em três grupos. No Grupo Controle, será mantida apenas à assistência circulatória isolada ao ventrículo esquerdo. No Grupo A, será realizada a descompressão do ventrículo direito através da realização conexão cavo-pulmonar em associação à assistência ventricular esquerda. No Grupo B, será instituída assistência biventricular através da instalação de duas bombas centrífugas, a primeira como suporte ao coração esquerdo e a segunda como suporte ao coração direito.Os estudos do desempenho hemodinâmico e ecocardiográfico serão realizados antes da indução da fibrilação ventricular e posteriormente a cada 30 minutos, por um período de 180 minutos de assistência circulatória. O desempenho hemodinâmico será avaliado através da monitorização contínua dos fluxos na artéria pulmonar e na veia cava superior, e pela determinação das pressões das câmaras cardíacas. Os seguintes parâmetros ecocardiográficos serão estudados: fração de ejeção de VD, volume diastólico do VD, volume sistólico do VD e diâmetro diastólico do VE. As alterações da perfusão tecidual e do miocárdio, bem como as alterações da resposta inflamatória serão avaliadas nos mesmos períodos descritos para a avaliação hemodinâmica. Serão realizadas dosagens sangüíneas dos gases arteriais, hemoglobina e hematócrito, troponina, lactato, TNF±, interleucina-1B, interleucina-6 e interleucina-10.A avaliação da integridade celular será realizada pelo estudo quantitativo das mitocôndrias (morfometria) à microscopia eletrônica, com amostras colhidas do músculo cardíaco do ápice do ventrículo esquerdo e da parede livre do ventrículo direito, antes do início da assistência circulatória e com 2 e 3 horas sob fibrilação ventricular. (AU)