Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da pressão positiva contínua em vias aéreas (CPAP) em pacientes com hipertensão resistente e apnéia do sono: impacto na pressão arterial, rigidez arterial e remodelamento cardíaco

Processo: 08/57332-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Geraldo Lorenzi Filho
Beneficiário:Geraldo Lorenzi Filho
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/13990-3 - Efeito da pressão positiva contínua em vias aéreas (CPAP) em pacientes com hipertensão resistente e apnéia do sono: impacto na pressão arterial, rigidez arterial e remodelamento cardíaco, BP.TT
Assunto(s):Medicina do sono  Apneia do sono  Terapêutica médica  Pressão positiva contínua nas vias aéreas  Hipertensão 

Resumo

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma patologia altamente prevalente na população mundial com um custo social bastante representativo decorrente de suas consequencias a longo prazo. A síndrome da apnéia do sono (SAOS) é uma causa conhecida de HAS e seu tratamento pode ajudar no controle dos níveis tensionais, bem como alterar positivamente o sistema cardiovascular. O presente estudo irá avaliar o efeito do tratamento da SAOS com Pressão Positiva Continua em Vias Aéreas (CPAP) em 50 indivíduos portadores de hipertensão arterial sistêmica refratária ao tratamento medicamentoso do ambulatório de Hipertensão do Instituto do Coração - InCor. Os indivíduos serão randomizados para tratamento com CPAP associado ao tratamento clínico convencional da HAS (25) comparados com indivíduos em tratamento clínico (25) e serão seguidos por seis meses. Ao final do estudo, serão comparados os níveis tensionais dos dois grupos e o possível efeito benéfico do CPAP no sistema cardiovascular, através da análise do remodelamento cardíaco e rigidez arterial pré e pós intervenção. Os níveis tensionais dos dois grupos serão avaliados através de monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA). O estudo de rigidez arterial será realizado através da Velocidade de Onda de Pulso (VOP) e a ecocardiografia sob estresse farmacológico avaliará a anatomia e reserva de fluxo coronariano. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Sono melhor e menos hipertensão  

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEDROSA, RODRIGO P.; DRAGER, LUCIANO F.; DE PAULA, LILIAN K. G.; AMARO, ALINE C. S.; BORTOLOTTO, LUIZ A.; LORENZI-FILHO, GERALDO. Effects of OSA Treatment on BP in Patients With Resistant Hypertension A Randomized Trial. CHEST, v. 144, n. 5, p. 1487-1494, NOV 2013. Citações Web of Science: 92.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.