Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação da versão em português do Beck Depression Inventory. II (Inventário de Depressão de Beck - II) numa amostra brasileira de estudantes universitários

Resumo

O Inventário de Depressão de Beck permite detectar a presença de sintomas depressivos na população geral e facilitar o encaminhamento dos casos de "depressão" para tratamento adequado. Contudo, para garantir a validade dos resultados em nosso meio, são necessários estudos de validação, com a descrição do seu desempenho psicométrico. Método: A versão brasileira do BDI-II em português foi traduzida do original em inglês e retro-traduzida para inglês por nativos, de acordo com as normas internacionais. Os seguintes procedimentos serão conduzidos: 1. Aplicação do BDI-II em estudantes universitários (N=60) para determinar a sua confiabilidade teste-reteste e calcular a consistência interna dos itens; 2. Aplicação do BDI-II na população geral brasileira (N=200), para estimar os indicadores de critério - como sensibilidade e especificidade - a partir da comparação com a "Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do Eixo I do DSM-IV" (SCID-I); 3. Aplicação simultânea de BDI-II com outros instrumentos psicométricos para demonstrar a sua validade concorrente em relação aos seguintes instrumentos: Self-Report Questionnaire (SRQ-20), Escala Breve K10, Escala de Avaliação de Depressão de Montgomery-Åsberg (MADRS), Escala de Ansiedade de Hamilton (HAM-A), Escala de Transtornos de Humor (MDQ) e Escala de Auto-avaliação de Hipomania (HCL-32); 4. Aplicação do BDI-II numa amostra representativa de universitários de uma instituição de ensino superior (N=2800) para estimar a estrutura fatorial do instrumento. Análise estatística: Para determinar a fidedignidade do instrumento, será executada análise descritiva da pontuação do BDI-II nas populações referidas, estimativa da consistência interna (método alfa de Cronbach) e a correlação intraclasse. Tomando a SCID-I como o padrão ouro, serão calculados os indicadores de critério: sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e negativo e taxa de classificação incorreta. O melhor ponto de corte será determinado a partir da análise da curva Receiver Operating Characteristics. Análise bivariada de correlação entre BDI-II e os diversos instrumentos aplicados simultaneamente verificará a sobreposição dos construtos avaliados. Para analisar a estrutura latente do BDI-II, os dados da população universitária serão submetidos à Análise Fatorial Exploratória e Análise Fatorial Confirmatória. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
WANG, YUAN-PANG; GORENSTEIN, CLARICE. Psychometric properties of the Beck Depression Inventory-II: a comprehensive review. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 35, n. 4, p. 416-431, OCT-DEC 2013. Citações Web of Science: 187.
WANG, YUAN-PANG; GORENSTEIN, CLARICE. Assessment of depression in medical patients: A systematic review of the utility of the Beck Depression Inventory-II. Clinics, v. 68, n. 9, p. 1274-1287, Set. 2013. Citações Web of Science: 70.
GOMES-OLIVEIRA, MARCIO HENRIQUE; GORENSTEIN, CLARICE; NETO, FRANCISCO LOTUFO; ANDRADE, LAURA HELENA; WANG, YUAN PANG. Validation of the Brazilian Portuguese version of the Beck Depression Inventory-II in a community sample. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 34, n. 4, p. 389-394, DEC 2012. Citações Web of Science: 88.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.