Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da microbiota bucal e polimorfismos nos genes de reparo, metabolização do álcool e acetaldeído em pacientes com carcinoma epidermóide de boca

Processo: 08/54409-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Quantitativa
Pesquisador responsável:Marcos Brasilino de Carvalho
Beneficiário:Marcos Brasilino de Carvalho
Instituição-sede: Hospital Heliópolis. Unidade de Gestão Assistencial I. Coordenadoria de Serviços de Saúde (CSS). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/15294-4 - Avaliação da microbiota bucal e polimorfismos nos genes de reparo, metabolização do álcool e acetaldeído em pacientes com carcinoma epidermóide de boca, BP.TT
09/03078-5 - Avaliação da microbiota bucal e polimorfismos nos genes de reparo, metabolização do álcool e acetaldeído em pacientes com carcinoma epidermóide de boca, BP.TT
Assunto(s):Polimorfismo genético  Tabagismo  Alcoolismo  Neoplasias  Hábito de fumar 

Resumo

O desenvolvimento do carcinoma epidermóide de boca e orofaringe está relacionado ao hábito do tabagismo e ao consumo de bebidas alcoólicas. Entretanto, outros fatores como padrão alimentar, traumatismo dentário crônico, higiene e microbiota bucal são também apontados na literatura como possivelmente envolvidos na origem destes tumores. O objetivo principal desse projeto é investigar a microbiota dos pacientes com carcinoma epidermóide da cavidade oral e compará-la com a de indivíduos controles sem neoplasia, investigar a possível correlação com a presença do vírus de HPV e ainda relacionar com polimorfismos existentes que possam influenciar na produção endógena de acetaldeído. Serão coletados com auxílio de swab estéril amostras de material da superfície mucosa da cavidade oral do paciente e de seu acompanhante, como também enxágüe com solução salina 0,9%. Dos pacientes com carcinoma epidermóide de boca será colhida também uma amostra de 5mL de sangue periférico para extração do DNA genômico humano. Das amostras colhidas com swab, será extraído o DNA bacteriano e viral (HPV). Para amplificação dos genes microbianos e humanos realizara-se a técnica de PCR, que posteriormente passará pelo seqüenciamento. O material identificado pelo seqüenciamento será comparado com o banco de dados GenBanK (NCBI). (AU)