Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de uma nova técnica de extração e armazenamento de DNA em cartão de FTA aplicada ao diagnóstico da tuberculose bovina

Resumo

Com a finalidade de garantir a segurança dos alimentos de origem animal e aumentar a competitividade da pecuária nacional, o Ministério da Agricultura lançou em 2001 um plano nacional de combate à brucelose e à tuberculose bovinas, incentivando a certificação de rebanhos livres na origem. O apoio laboratorial no diagnóstico da tuberculose bovina é fundamental para o avanço no combate à enfermidade. O isolamento e a identificação de Mycobacterium bovis requer de 30 a 90 dias para o diagnóstico pelos métodos clássicos. O desenvolvimento de técnicas de biologia molecular mais atuais para permitir a detecção rápida de DNA de bacilos do complexo M. tuberculosis, dentre eles, particularmente o bacilo bovino, propiciará um diagnóstico em tempo extremamente reduzido, de dois a três dias, e eficiente a partir das lesões sugestivas encontradas ao abate, evitando a incorreta condenação de carcaças e a conseqüente perda da certificação da propriedade de origem. O uso do cartão de FTA poderá permitir uma extração do DNA da amostra clinica ainda mais rápida, além do armazenamento e transporte para fins de diagnóstico mais seguros e menos dispendiosos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)