Busca avançada
Ano de início
Entree

Emprego de isolamento bacteriano, imunoistoquímica, PCR e histopatologia pela coloração hematoxilina/eosina e Warthin-Starry no diagnóstico da leptospirose em fetos bovinos abortados

Processo: 09/13864-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2009 - 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Claudia Del Fava
Beneficiário:Claudia Del Fava
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):11/00252-4 - Emprego de isolamento bacteriano, imunohistoquímica, PCR e histopatologia pela coloração hematoxilina-eosina e Warthin-Starry no diagnóstico da leptospirose em fetos bovinos abortados, BP.TT
10/01150-8 - Emprego de isolamento bacteriano, imunohistoquímica, PCR e histopatologia pela coloração hematoxilina-eosina e Warthin-Starry no diagnóstico da leptospirose em fetos bovinos abortados, BP.TT
Assunto(s):Doenças infecciosas em animais  Reprodução animal  Leptospirose animal  Leptospira  Imuno-histoquímica  Reação em cadeia por polimerase (PCR)  Aborto animal  Bovinos 

Resumo

A leptospirose é uma doença responsável por abortamento e por baixos índices de fertilidade em bovinos. No Brasil, inquéritos soroepidemiológicos revelaram elevados índices de soropositividade em rebanhos, com ampla distribuição territorial, tendo sido também relatado o isolamento em fetos bovinos abortados. Esta bactéria é de difícil isolamento e este não se aplica em materiais congelados ou autolisados. A coloração de Warthin-Starry (WS) que revela a presença da leptospira em cortes histológicos por impregnação pela prata é vantajosa pela praticidade, rapidez e economia, porém o histopatológico é inviável em tecidos autolisados e congelados. A imunohistoquímica (IHQ) e PCR podem ser utilizadas em tecidos congelados ou em início de autólise, aumentando a sensibilidade do diagnóstico. O objetivo do presente trabalho é avaliar a ocorrência de Leptospira spp pela técnica de IHQ, PCR e WS associados ao isolamento bacteriano no fígado e rins de fetos bovinos abortados que forem encaminhados ao Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Sanidade Animal do Instituto Biológico para o diagnóstico diferencial de causas de abortamento. As lesões microscópicas causadas pelo agente serão avaliadas em cortes histológicos de fígado, rins, coração, pulmão, baço e cérebro, corados pela hematoxilina-eosina (HE), tendo em vista haverem poucas descrições histopatológicas em fetos bovinos na literatura compulsada. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.