Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos principais metais presentes em embalagens poliméricas pigmentadas para alimentos

Processo: 07/08211-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Silvia Tondella Dantas
Beneficiário:Silvia Tondella Dantas
Instituição-sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Metais 

Resumo

Devido ao aumento do consumo de alimentos industrializados, a questão da segurança dos alimentos vem adquirindo importância e as cobranças são crescentes por parte dos órgãos públicos, das empresas e dos consumidores para que os alimentos não ofereçam risco à saúde do consumidor e não contaminem o meio ambiente após o uso. Neste contexto, a embalagem tem um papel fundamental na preservação dos alimentos e de não contaminar o meio ambiente. Um dos possíveis contaminantes em embalagem poliméricas são os metais, provenientes principalmente de aditivos classificados como pigmentos e corantes, os quais podem migrar para o alimento que é ingerido e também contaminar o meio ambiente quando a embalagem é descartada. Os pigmentos são usados na formulação de tintas de impressão e também podem ser misturados com resinas poliméricas formando masterbatches, utilizados na coloração de embalagens poliméricas rígidas.Atualmente a Resolução nº105/99 de 20 de abril de 2005 estabelece limites e método analítico para quantificar zinco (Zn), mercúrio (Hg), cádmio (Cd), bário (Ba), selênio (Se), chumbo (Pb) e arsênio (As) em pigmentos e corantes. Além disso, essa resolução estabelece que os teores máximos dos metais antimônio (Sb), arsênio (As), cádmio (Cd), chumbo (Pb), cobre (Cu), cromo (Cr), estanho (Sn), mercúrio (Hg) e zinco (Zn), migrados da embalagem polimérica colorida para simulantes de alimentos, sejam inferiores aos limites máximos estabelecidos para esses metais nos regulamentos técnicos correspondentes a contaminantes em alimentos (Brasil, 1999). Porém, a migração específica de metais em embalagens poliméricas quantifica apenas os metais migrados para um simulante de alimentos. Entretanto, o simulante pode não simular o comportamento do alimento e a embalagem pode conter alto teor de metais que não migram para os simulantes de alimentos, podendo migrar para os alimentos. Desconhece-se qualquer dado da literatura estabelecendo a relação entre a migração específica de metais em simulantes e a migração real em alimentos acondicionados, sendo relevante que esses dados sejam levantados. Além disso, a embalagem pode contaminar o meio ambiente ao ser descartada, por isso também há necessidade de que limites de metais na embalagem sejam estabelecidos. O Coalition of Northeastern Governors (CONEG) dos Estados Unidos e a Diretiva 94/62/EC (União Européia) estabelecem que a soma dos metais cádmio, chumbo, mercúrio e cromo hexavalente em embalagem não pode ser superior a 100 mg/Kg. No Brasil, porém, não há limites estabelecidos de metais totais em embalagens e em componentes de embalagens para alimentos e para outros produtos. Assim, o presente estudo visa a avaliação e o desenvolvimento de metodologias para quantificar e mapear os principais metais tóxicos presentes nas embalagens poliméricas coloridas de alimentos, cujas informações serão de grande utilidade para estabelecer limites de metais totais na embalagem final e metodologias para o seu controle, contribuindo para a segurança dos alimentos e prevenindo a contaminação do meio ambiente. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KIYATAKA, PAULO HENRIQUE M.; DANTAS, SILVIA T.; ALBINO, ALINE CRISTINA; LIMA PALLONE, JULIANA AZEVEDO. Antimony Assessment in PET Bottles for Soft Drink. FOOD ANALYTICAL METHODS, v. 11, n. 1, p. 1-9, JAN 2018. Citações Web of Science: 1.
KIYATAKA, PAULO HENRIQUE M.; DANTAS, SILVIA T.; LIMA PALLONE, JULIANA AZEVEDO. Method for Analysis and Study of Migration of Lead, Cadmium, Mercury and Arsenic from Polypropylene Packaging into Ice Cream and Simulant. FOOD ANALYTICAL METHODS, v. 8, n. 9, p. 2331-2338, OCT 2015. Citações Web of Science: 3.
KIYATAKA, PAULO HENRIQUE M.; DANTAS, SILVIA T.; LIMA PALLONE, JULIANA AZEVEDO. Method for assessing lead, cadmium, mercury and arsenic in high-density polyethylene packaging and study of the migration into yoghurt and simulant. Food Additives and Contaminants Part A-Chemistry Analysis Control Exposure, v. 31, n. 1, p. 156-163, JAN 2 2014. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.