Busca avançada
Ano de início
Entree

História natural das lesões precursoras do câncer oral e orofaríngeo

Processo: 08/00733-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2009 - 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Luiz Paulo Kowalski
Beneficiário:Luiz Paulo Kowalski
Instituição-sede: Hospital A C Camargo. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cirurgia bucal  Neoplasias  Orofaringe 

Resumo

O câncer de boca e orofaringe (CBO) encontra-se entre as 10 neoplasias malignas mais comuns, geralmente é diagnosticada em estádios avançados e a sobrevida dos pacientes em 5 anos é de aproximadamente 50%. A estimativa de novos casos para esse tipo de câncer no mundo para o ano de 2006 gira em torno de 400 a 500 mil no mundo. Os fatores de risco mais importantes são o uso do tabaco, alcoolismo, dieta e a presença do papilomavirus humano (HPV). Apesar de ser um sítio de fácil acesso para o exame clínico ou mesmo o autoexame, o diagnóstico tardio da doença é comum e tem papel fundamental no prognóstico do tratamento. Esse fato contribui para índices elevados de morbidade e mortalidade que não apresentaram avanços significantes nos últimos anos. Parte dos CBOs se desenvolve a partir de lesões displásicas do epitélio de revestimento da boca e/ou orofaringe, as quais podem ser classificadas em leucoplasias e eritroplasias. Enquanto esse tipo de lesão pode se manifestar em até 30% da população ao longo da vida, somente 8% apresenta sinais de displasia. O comportamento biológico de lesões precursoras e a identificação de lesões com potencial para a malignização são assuntos ainda pouco estudados. (AU)