Busca avançada
Ano de início
Entree

Gestão do patrimônio urbano e arquitetônico. Cidades latino-americanas: uma aproximação necessária

Resumo

A pesquisa pretende estudar as experiências recentes de reabilitação de áreas centrais, edifícios e conjuntos urbanos, sob dois enfoques: análise das teorias urbanísticas que sustentam os programas, as propostas de projetos ou planos, e as formas de gestão e implantação dos mesmos. Os objetos de estudo são os centros históricos de um conjunto de cidades brasileiras e latino-americanas, em particular, que possuam significativo patrimônio urbano e arquitetônico. Como resultado busca-se maior compreensão sobre os fatores econômicos, sociais e espaciais que efetivamente puderam promover mudanças qualificadoras nestas áreas centrais. Para tanto, serão analisadas as decisões de programa (destinação), as propostas arquitetônicas e urbanísticas implementadas, as formas de apropriação e uso dos espaços transformados e as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento dos centros urbanos. Como recortes para estudo em cada centro o enfoque preferencial será para as transformações e intervenções nos edifícios e conjuntos históricos remanescentes nestas áreas, bem como de vazios e equipamentos urbanos reconvertidos, como ferrovias e indústrias, dos quais decorreram processos de desvalorização ou de estagnação, potenciais elementos catalisadores das intervenções e indutores das transformações futuras. Serão analisados os centros históricos que sofreram intervenções ou têm planos definidos recentemente: para o primeiro biênio (2009/2010), serão estudadas seis cidades: Rio de Janeiro, Porto Alegre, Olinda, Montevidéu, Havana Velha e Valparaíso. Buscar-se-á evidenciar fatores similares que afetam o destino e a preservação destes centros, bem como caracterizar e comparar as propostas de reabilitação adotadas, de forma a subsidiar políticas de preservação urbana em outras cidades brasileiras e latino-americanas. (AU)