Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução da microbiota oral e prevalência e transmissibilidade de Streptococcus salivarius em bebês de 0 à 6 meses de idade

Processo: 09/08355-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Claudia Ota-Tsuzuki
Beneficiário:Claudia Ota-Tsuzuki
Instituição-sede: Universidade de Guarulhos (UNG). Campus Guarulhos-Centro. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia oral 

Resumo

Apesar da ausência de microrganismos na cavidade oral dos bebês ao nascimento; no decorrer dos primeiros meses de vida, as transformações fisiológicas e a exposição aos microrganismos podem influenciar na composição de sua microbiota oral. Sendo Streptococcus salivarius uma das primeiras e mais numerosa espécie presente na cavidade oral do bebê este estudo tem como objetivo analisar a transmissão e a possível influência da salivaricina produzida por S. salivarius sobre o perfil microbiológico do bebê durante os primeiros meses de vida. Com esta finalidade serão coletadas amostras de saliva e biofilme de mucosa oral e subgengival. O biofilme coletado e os isolados clínicos serão analisados: 1) pela técnica de checkerboard DNA-DNA hybridization serão obtidos perfis microbiológicos das puérperas e dos neonatos até que estes completem seis meses de idade; 2) A partir de isolados clínicos da puérpera e o do neonato realizaremos a genotipagem para confirmarmos a transmissão vertical e a manutenção dos mesmos clones de S. salivarius ao longo dos seis meses de idade; e 3) determinar a prevalência de S. salivarius produtoras e não produtoras de salivaricina ao longo dos 6 meses de idade. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.