Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da bioenergética mitocondrial na programação fetal, frente a variáveis metabólicas

Processo: 08/52140-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2009 - 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Rosana Catisti
Beneficiário:Rosana Catisti
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Centro Universitário Hermínio Ometto (UNIARARAS). Fundação Hermínio Ometto (FHO). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Placenta  Metabolismo  Estresse oxidativo  Desenvolvimento fetal  Mitocôndrias 

Resumo

A placenta é, metabolicamente, um órgão muito ativo e defeitos placentários no sistema de provisão de energia têm um sério impacto no desenvolvimento fetal. A mitocôndria fornece energia para a placenta e fatores que podem afetar o processo de fosforilação oxidativa mitocondrial podem alterar o processo de desenvolvimento do feto (HONZIK et al, 2006). A atividade metabólica aumentada na mitocôndria placentária durante toda a gestação resulta em aumento do estresse oxidativo na gravidez normal, e está exacerbado em gravidez complicada por pré-eclampsia ou diabetes (WANG et al, 1992, GIUGLIANO et al,1996). O presente trabalho se propõe estudar, em mitocôndrias isoladas de placenta de ratas prenhes, além dos parâmetros energéticos, no 18° e 19° dias gestacionais, em prole de ratas normotensas submetidas a restrição protéica gestacional, o possível papel de espécies reativas de oxigênio nas alterações observadas neste modelo. (AU)