Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da terapia fotodinâmica com azul de metileno no modelo experimental de ratos com tumor de Walker 256

Processo: 07/59124-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2009 - 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica
Pesquisador responsável:Lúcio Frigo
Beneficiário:Lúcio Frigo
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia fotodinâmica  Terapia a laser de baixa intensidade  Carcinoma 256 de Walker  Inflamação 

Resumo

O princípio da terapia fotodinâmica (PDT) foi enunciado há 100 anos. O primeiro componente da PDT, chamado de fotossensibilizante, é uma molécula fotossensível que se aloja em uma célula ou tecido alvo. O segundo componente da PDT envolve a irradiação com um comprimento de onda específico, capaz de ativar o fotossensibilizante. Estes compostos, quando irradiados, são capazes de transferir a energia da luz para o oxigênio molecular, resultando na geração de espécies reativas de oxigênio. Assim sendo, a PDT está baseada na foto oxidação de matéria biológica, sendo necessária a presença do agente fotossensibilizante, do oxigênio e da irradiação luminosa no tecido a ser tratado. Espécies reativas de oxigênio são geradas localmente e ocasionam a morte celular no tecido. Existem relatos baseados em estudos in vitro de que a PDT pode ter efeitos sobre linhagens de monócitos/macrófagos e linfócitos. A PDT induz uma resposta inflamatória aguda se realizada em tecidos tumorais ou normais. Citosinas e quimiocinas inflamatórias têm sido detectadas no soro de camundongos que receberam PDT direcionada a tumores subcutâneos ou a áreas de pele normal. A enzima cidooxigenase (COX) é uma enzima chave na conversão do ácido araquidônico a lipídeos bioativos, incluindo prostaglandinas e tromboxanos. Paralelamente ao seu papel na reação inflamatória clássica, evidências crescentes indicam que a atividade da COX2 está envolvida no desenvolvimento e progressão de algumas neoplasias. Os inibidores da enzima COX2 podem atenuar o crescimento do tumor, e alguns estudos estão em andamento para avaliar sua utilização preventiva e como adjuvante à radioterapia e quimioterapia para o tratamento de tumores sólidos. Os objetivos deste trabalho são de estudar a regulação e expressão da enzima cidooxigenase e de mediadores inflamatórios no desenvolvimento e progressão do Tumor de Walker 256 em ratos, com o emprego da Terapia Fotodinâmica com a utilização do agente fotosensibilizante Azul de Metileno. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRIGO, LUCIO; CORDEIRO, JOSELI MARIA; FAVERO, GIOVANI MARINO; MARIA, DURNAVEI AUGUSTO; PINTO LEAL-JUNIOR, ERNESTO CESAR; JOENSEN, JON; BJORDAL, JAN MAGNUS; ROXO, DENISE CARVALHO; MARCOS, RODRIGO LABAT; BRANDAO LOPES-MARTINS, RODRIGO ALVARO. High doses of laser phototherapy can increase proliferation in melanoma stromal connective tissue. Lasers in Medical Science, v. 33, n. 6, p. 1215-1223, AUG 2018. Citações Web of Science: 0.
PETRELLIS, MARIA CARLA; FRIGO, LUCIO; MARCOS, RODRIGO LABAT; PALLOTTA, RODNEY CAPP; CATELLI DE CARVALHO, MARIA HELENA; MUSCARA, MARCELO NICOLAS; MARIA, DURVANEI AUGUSTO; BRANDAO LOPES-MARTINS, RODRIGO ALVARO. Laser photobiomodulation of pro-inflammatory mediators on Walker Tumor 256 induced rats. JOURNAL OF PHOTOCHEMISTRY AND PHOTOBIOLOGY B-BIOLOGY, v. 177, p. 69-75, DEC 2017. Citações Web of Science: 1.
FRIGO, LUCIO; LUPPI, JULIANA S. S.; FAVERO, GIOVANI M.; MARIA, DURNAVEI A.; PENNA, SOCRATES C.; BJORDAL, JAN M.; BENSADOUN, RENE J.; LOPES-MARTINS, RODRIGO A. B. The effect of low-level laser irradiation (In-Ga-Al-AsP-660 nm) on melanoma in vitro and in vivo. BMC CANCER, v. 9, NOV 20 2009. Citações Web of Science: 31.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.