Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da suplementação de glutamina na síntese e degradação protéica do músculo esquelético em modelos experimentais de atrofia muscular

Processo: 08/55400-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Tania Cristina Pithon Curi
Beneficiário:Tania Cristina Pithon Curi
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/08184-8 - Efeitos da suplementação de glutamina na síntese e degradação proteica do músculo esquelético em modelos experimentais de atrofia muscular, BP.TT
Assunto(s):Doenças musculoesqueléticas   Atrofia muscular  Transdução de sinais  Glutamina  Expressão de proteínas  RNA mensageiro  Serina-treonina quinases TOR 

Resumo

Introdução: A glutamina é um aminoácido classificado como condicionalmente essencial. Patologias que afetam o sistema muscular esquelético com perda de massa muscular alteram a produção de glutamina, uma vez que esse aminoácido é sintetizado principalmente no tecido muscular. Pacientes com diabetes mellitus e imobilizados apresentam perda de massa muscular e tal fato leva a atrofia muscular que ocorre por estímulo de algumas proteínas da via de sinalização da degradação protéica como MuRF-1 (muscle RING finger 1) e MAF-bx (muscle atrophy F-box). Não há estudos que tenham investigado os efeitos da suplementação desse aminoácido na regulação das proteínas que participam das vias de sinalização de síntese e degradação protéica em músculo esquelético. Objetivo: Avaliar os efeitos da suplementação de glutamina na expressão de proteínas envolvidas na via de síntese (AKT, GSK3, p70s6K, PHAS-1, mTOR) e degradação protéica (MuRF-1 e MAF-bx) do músculo esquelético de animais saudáveis e modelos experimentais de atrofia muscular (diabetes e imobilização). Materiais e Métodos: Serão utilizados músculos (sóleo e gastrocnêmio) de ratos Wistar machos para as seguintes determinações: In vitro: células musculares serão cultivadas na ausência e presença de glutamina (4 e 16 mM) por sete dias e In vivo: serão utilizados músculo de animais diabéticos e animais imobilizados suplementados ou não com glutamina (1 gI kg peso corpóreo) por um período de sete dias (imobilizados) e 15 dias (diabéticos). Após o sacrifício dos animais o efeito da suplementação de glutamina na expressão de proteínas musculares envolvidas nas vias de síntese (AKT, GSK3, p70s6k, PHAS-1, mTOR) e degradação (MAF-bx e MuRF-1) protéica serão analisados por Western Blotting assim como a expressão do mRNA por PCR em tempo real. A taxa de síntese protéica será analisada através do método de incorporação de leucina marcada radioativamente. (AU)