Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da resistência à insulina na calcificação vascular

Processo: 10/07455-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2010 - 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcel Liberman
Beneficiário:Marcel Liberman
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Francisco Rafael Martins Laurindo
Assunto(s):Estresse oxidativo  Diabetes mellitus  Resistência à insulina 

Resumo

A calcificação vascular e valvar aórtica degenerativa são processos fisiopatológicos relevantes, associam-se à doença arterial coronária, correlacionando-se com maior morbimortalidade. Está presente também em pacientes com outros fatores de risco cardiovasculares como insuficiência renal crônica, diabetes mellitus, dislipidemias e envelhecimento. Por muito tempo considerada uma doença degenerativa, a ossificação arterial hoje é entendida como uma patologia sob regulação ativa e complexamente controlada por mediadores que podem estimular a mineralização ectópica (inflamação, estresse oxidativo, LDL oxidado, proteína morfogênica de osso (BMP), TGF-beta, apoptose, aumento do produto cálcio x fósforo e Vitamina D3) ou inibí-la (MGP, fetuína A, pirofosfato, osteoclastogênese, osteopontina). Apesar de alguns dos mecanismos relevantes já terem sido estudados, tais conhecimentos foram obtidos em modelos com aumento do produto Ca++ x P e excesso de Vitamina D3, importantes em pacientes urêmicos e em outras situações patológicas que apresentam desequilíbrio do metabolismo do cálcio e fósforo. Recentemente, durante meu pós-doutoramento, desenvolvemos outro modelo de calcificação de células musculares lisas in vitro, através de estímulo com BMP-2 de maior relevância para doenças cardiovasculares mais prevalentes. Diabetes mellitus e a resistência à insulina são condições patológicas de extrema importância por sua alta prevalência e pelas complicações decorrentes. O risco de calcificação vascular/valvar também é maior nestes pacientes, porém a coexistência de múltiplos fatores de risco nestes pacientes faz com que os mecanismos para mineralização ectópica desencadeados especificamente pelo diabetes mellitus e resistência à insulina ainda sejam pouco conhecidos. A hipótese geral deste estudo é que a resistência à insulina exerça um papel relevante na regulação da calcificação ectópica e na (des) diferenciação de células musculares lisas vasculares em células com fenótipo osteoblástico (CVC), seja em cultura ou in vivo. Assim, a principal pergunta deste projeto é se células musculares lisas vasculares sob resistência à insulina têm calcificação aumentada quando expostas a um estímulo calcificador (BMP2 e/ou excesso de Ca++/P) e se a resistência à insulina promove aumento da calcificação vascular in vivo. Os objetivos do projeto são: a) explorar um novo modelo de calcificação de células vasculares in vivo e in vitro, desenvolvido durante nosso pós-doutoramento, que apresente vias moleculares relevantes para calcificação ectópica no homem; b) analisar a importância e mecanismos pelos quais a resistência à insulina potencia a calcificação vascular. Estes experimentos podem revelar alvos em potencial para futuras terapias moleculares capazes de interromper, minimizar, ou prevenir o início deste processo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANDRADE, MARIA CLAUDINA; CARMO, LUCIANA S.; FARIAS-SILVA, ELISANGELA; LIBERMAN, MARCEL. Msx2 is required for vascular smooth muscle cells osteoblastic differentiation but not calcification in insulin-resistant ob/ob mice. ATHEROSCLEROSIS, v. 265, p. 14-21, OCT 2017. Citações Web of Science: 4.
HILAIRE, CYNTHIA ST; LIBERMAN, MARCEL; MILLER, JORDAN D.; COMM, EARLY CAREER. Bidirectional Translation in Cardiovascular Calcification. ARTERIOSCLEROSIS THROMBOSIS AND VASCULAR BIOLOGY, v. 36, n. 3, p. E19-E24, MAR 2016. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.