Busca avançada
Ano de início
Entree

Tecnologia e meio ambiente: reciclagem e re-processamento de baterias de íons lítio

Processo: 07/55498-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2008 - 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Carla Maria Nascimento Polo da Fonseca
Beneficiário:Carla Maria Nascimento Polo da Fonseca
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Baterias de íon-lítio  Reciclagem  Baterias elétricas  Eletrólitos poliméricos  Impactos ambientais 

Resumo

As inovações tecnológicas voltadas ao desenvolvimento de baterias de alta potência, para serem utilizadas em equipamentos eletro-eletrônicos, resultaram em baterias com diferentes tipos de eletrodos e eletrólitos, alta capacidade de carga e durabilidade, entretanto, é preciso reconhecer que estas inovações não contribuíram para a solução do problema sócio-ambiental gerada pelo descarte inadequado destas baterias. A legislação brasileira vigente não dispõe, com relação às baterias íons-lítio, atualmente uma das mais utilizadas na telefonia celular, de nenhum controle ou ação prática a respeito de como deveriam ser coletadas, armazenadas, tratadas e dispostas adequadamente. Neste contexto, o presente projeto tem como: Objetivos Gerais: (1) Criação de um projeto piloto de sistema de coleta de baterias descartadas na Universidade São Francisco; (2) Estudo de métodos de reciclagem de baterias íons-lítio. Objetivos Específicos: (1) Desenvolver atividades de Educação Ambiental que contribuam no envolvimento da comunidade acadêmica da Universidade São Francisco, tanto para o Projeto de Reciclagem quanto na sensibilização para os problemas decorrentes do consumo não sustentável destes dispositivos. (2) Re-processar o material constituinte do catodo das baterias comerciais e produzir novos eletrodos na forma de filmes, utilizando rotas de síntese com baixo consumo energético visando o desenvolvimento de baterias miniaturizadas, reduzindo assim a velocidade de geração e da quantidade de resíduos. (3) Reciclar o polímero utilizado na separação dos eletrodos através da produção de uma blenda com um polímero biodegradável a fim de diminuir o impacto ambiental também deste componente. (AU)